PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Atlético-MG tem interesse em Pavón, que deixará o Boca no segundo semestre

Felipe Melo divide com Pavon durante duelo entre Palmeiras e Boca Juniors - REUTERS/Paulo Whitaker
Felipe Melo divide com Pavon durante duelo entre Palmeiras e Boca Juniors Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker

Victor Martins

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte (MG)

27/01/2022 16h59

O atacante Cristian Pavón pode reforçar o Atlético-MG a partir do segundo semestre. O atacante de 26 anos tem vínculo com o Boca Juniors somente até o fim de junho e já pode assinar um pré-contrato com qualquer outro clube.

A possibilidade de o Atlético contar com jogador que fez parte da lista da seleção argentina na Copa do Mundo da Rússia é real. Questionado sobre o assunto, o diretor de futebol do clube mineiro, Rodrigo Caetano, confirmou que está ciente da situação do atacante.

"Difícil falar de jogador que não está aqui. Posso falar dele como jogador, é uma das grandes promessas do futebol argentino. Por obrigatoriedade, temos que saber que chegou em fim de prazo de contrato com o Boca. É um jogador que a gente monitora, sim. Mas é só isso que posso falar. Não é jogador nosso. Não temos contrato com ele. Mas é um jogador bastante interessante", disse o dirigente em entrevista ao ge.

No entanto, ao contrário do que foi publicado na imprensa argentina, o Atlético descarta qualquer movimento imediato pelo atacante. Como Pavón está em reta final de contrato e se tornará um jogador livre em breve, o Galo não pretende pagar nada ao Boca Juniors para contratar o atacante.

Atualmente o Atlético já conta com seis jogadores estrangeiros, mas pode utilizar apenas cinco a cada partida por competições locais. Apenas para jogos da Copa Libertadores que não há limite para escalar os atletas de acordo com a nacionalidade. Godín, Zaracho, Dylan, Nacho, Vargas e Savarino são os grindo do elenco do Galo.

Futebol