PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Imprensa europeia repercute série de Neymar na Netflix

Neymar em seu último jogo antes da lesão pelo PSG, contra o Saint-Étienne, em 28 de novembro de 2021 - Aurelien Meunier/PSG via Getty Images
Neymar em seu último jogo antes da lesão pelo PSG, contra o Saint-Étienne, em 28 de novembro de 2021 Imagem: Aurelien Meunier/PSG via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

26/01/2022 11h20

A série documental "Neymar: O Caos Perfeito" estreou ontem (25) na Netflix e mobilizou uma legião de espectadores e internautas pelo mundo. A produção que conta a história do craque já lidera o top 10 de séries mais vistas da plataforma no Brasil e foi prestigiada por inúmeros famosos. Além disso, a obra também repercutiu bastante na imprensa internacional.

O jornal francês 'L'Équipe' classificou o astro brasileiro como o "herói de um documentário sedutor", revelando ser "generoso e sensível, mas também limitado". A publicação destaca que o grande feito da série é narrar os principais momentos da carreira do jogador "sem esconder as muitas polêmicas ou deslizes".

Já o Le Parisien ressalta que a produção "agradável, mas limitada" faz com que o "mergulho na intimidade da estrela continue tímido". O jornal afirma que a vontade de Neymar, que revela na obra querer "mostrar uma parte da vida que ninguém vê", foi uma "missão bem-sucedida em partes" para o jogador.

A imprensa espanhola, por sua vez, deu maior ênfase aos momentos que o brasileiro viveu no país. Como o teste que fez no Real Madrid aos 14 anos e sua relação com o Barcelona, clube que defendeu entre 2013 e 2017. 'Sport', 'Marca' e 'Mundo Deportivo' destacaram em suas edições o desejo do astro por deixar o PSG e retornar ao time catalão.

Na série, Neymar justificou sua decisão em 2019 porque "se sentia melhor do outro lado". Esse lado, no caso, era o do Camp Nou. O pai do camisa 10 da seleção afirmou que o filho queria voltar ao Barcelona e que tentou negociar com o clube francês de forma amistosa, mas que não funcionou.

O periódico inglês 'The Mirror' evidenciou justamente o oposto, quando ele decidiu ir para a equipe do Parque dos Príncipes e a reação de Messi e Suárez, seus ex-companheiros no ataque do Barça. Eles são dois dos jogadores que foram entrevistados na série.

O uruguaio contou que disse a Neymar "o que pensava como amigo e que não concordava" com sua saída da equipe. Já o argentino revelou que não sabe "qual foi o motivo da mudança e ele também nunca nos contou".

Por fim, o espanhol 'AS' analisou os principais acontecimentos da vida do jogador que foram tratados na série e focou na apresentação feita pelo craque. "Para minha família e meus amigos, sou o Batman. Para quem não me conhece, sou o Coringa", declarou o craque na obra. Além disso, a relação tensa com o pai do jogador também foi destaque. Para o jornal, Neymar Jr e Neymar Pai "narram praticamente a história a duas vozes".

Futebol