PUBLICIDADE
Topo

Casares diz que São Paulo acertou a rescisão de contrato com Pablo

Pablo comemora após marcar para o São Paulo contra o Athletico - Gabriel Machado/AGIF
Pablo comemora após marcar para o São Paulo contra o Athletico Imagem: Gabriel Machado/AGIF

Do UOL, em São Paulo

26/01/2022 20h28

O São Paulo finalizou as duas saídas que restavam no elenco antes do início da temporada. Depois de Vitor Bueno assinar a rescisão do contrato com o clube, agora foi o atacante Pablo quem encerrou sua passagem pela equipe do Morumbi. De acordo com o presidente Julio Casares, em entrevista ao canal do YouTube do jornalista Jorge Nicola, o atacante acertou hoje (26) o acordo para deixar o clube.

De acordo com Casares, o São Paulo ficará com 30% dos direitos econômicos de Pablo. O jogador tinha contrato com o clube até o fim de 2023 e aceitou abrir mão do que tinha a receber para rescindir o contrato. A única exigência era de que o São Paulo pagasse cerca de R$ 2,5 milhões que devia ao atacante.

A discussão para a rescisão se arrastava desde a semana passada. O estafe de Pablo queria cláusulas que inibissem atrasos nos pagamentos da dívida com o atleta. Além disso, uma das exigências era de que as parcelas fossem quitadas, no máximo, até 31 de dezembro de 2023, quando terminaria o contrato do jogador com o clube.

Julio Casares afirmou que o São Paulo calcula uma economia de R$ 14 milhões com a rescisão do contrato de Pablo. O jogador havia recebido um aumento salarial e renovado automaticamente seu contrato por mais um ano depois de entrar em campo contra o Corinthians, no Brasileirão do ano passado.

Em entrevista coletiva hoje (26), Rogério Ceni criticou o contrato feito ainda na gestão Leco, quando o atacante chegou como a maior contratação da história do São Paulo.

"O gatilho dispara por quem confecciona o contrato, não por quem escala o jogador em uma partida. Porque outros treinadores passaram aqui e ele precisava de 40 jogos para o gatilho disparar. Usaram ele em 39. Então não sou eu que usei ele em uma partida que disparou o gatilho. Não sei nem quem foi que redigiu esse contrato, mas quem redige o contrato é que dispara o gatilho", disse Ceni.

Mesmo sem ter caído nas graças da torcida, Pablo encerrou sua passagem pelo São Paulo tendo sido artilheiro de duas das três temporadas em que atuou. Ao todo, ele disputou 121 jogos, com 32 gols marcados e 11 assistências.