PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Turco Mohamed é apresentado pelo Atlético-MG: "o maior desafio da carreira"

Antonio Mohamed, o Turco, será o técnico do Atlético-MG na temporada 2022 - Pedro Souza/Atlético-MG
Antonio Mohamed, o Turco, será o técnico do Atlético-MG na temporada 2022 Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Victor Martins

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte (MG)

25/01/2022 13h02

"Sei que aqui o segundo lugar não é bom o bastante". A resposta de Antônio Mohamed mostra que o novo treinador do Atlético-MG sabe muito bem como funciona o futebol brasileiro. Contratado para substituir Cuca, que foi campeão de quase tudo em 2021, o Turco está ciente do tamanho do desafio que ele tem pela frente.

"É o maior desafio da minha carreira. O sarrafo no Atlético está elevado", comentou o treinador em alusão aos títulos do ano passado. O Galo entra em 2022 como o atual vencedor do Campeonato Mineiro, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro. Em Belo Horizonte há mais de dez dias, o técnico argentino foi oficialmente apresentado pelo clube mineiro nesta terça-feira, na véspera da estreia do Estadual.

Nesta quarta o Atlético visita o Villa Nova, às 19h, no Estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima. Em campo, estará um time formado por jogadores jovens e atletas que tiveram poucos minutos em campo na última temporada. Essa foi a única pista que Mohamed deu sobre sua primeira escalação à frente do Atlético. Compreensível, já que o foco da entrevista estava mais no que vem pela frente do que propriamente na estreia do Mineiro.

Entre os assuntos abordados com Turco, esteve a busca por reforços. Algo que o treinador descartou neste primeiro momento. "Vejo o elenco muito completo. Temos falado com Rodrigo (Caetano) que estamos completos, mas se vermos a necessidade de incorporar algum jogador, vamos conversar. Neste momento não estamos falando de nenhuma chegada ou saída de jogadores. O mercado estará aberto e precisamos esperar o que pode acontecer", disse Mohamed, que explicou também como sua equipe vai jogar.

"Vamos manter o estilo, com a saída coordenada da bola e com a pressão alta. A equipe vem fazendo isso nos últimos dois anos e não vamos mudar. Vamos também seguir acompanhando e agregando outras situações, como variantes da bola parada, por exemplo. Entendemos que a equipe tem muita qualidade e muitas virtudes".

Futebol