PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Aos 15 anos, Endrick reage com maturidade a fim de jejum do Palmeiras

Endrick, do Palmeiras, em foto com seu irmão - Reprodução
Endrick, do Palmeiras, em foto com seu irmão Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo (SP)

25/01/2022 14h45

Classificação e Jogos

Endrick foi a grande estrela do Palmeiras no título inédito da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Aos 15 anos, o atacante foi o melhor da competição e ainda levou o prêmio de gol mais bonito.

Mesmo tão novo, o fenômeno palmeirense mostrou maturidade para lidar com a decisão e com os holofotes. Ele evitou qualquer polêmica, mas não deixou a ousadia de lado.

Sangue frio

No fim do primeiro tempo, já com 3 a 0 para o Palmeiras no placar, Endrick tentou carretilha para cima do zagueiro Derick. O lateral-esquerdo Lucas Pires foi para cima e pediu respeito. O jovem do Verdão apenas levantou os braços e não caiu na pilha. Segundos depois, o camisa 9 quase fez mais um gol.

Sem polêmica

Na entrevista para a reportagem do SporTV, Endrick foi perguntado sobre o técnico Abel Ferreira sugerir uma viagem para a Disney ao invés do Mundial de Clubes com o elenco profissional. E concordou. O palmeirense disse que só pensa na base e, quando chegar ao profissional, tudo começará de novo e ele vai precisar reescrever a história.

Respeito ao Santos

Depois do apito final, Endrick pegou o celular de alguns torcedores para selfies. Um dos palmeirenses jogou uma faixa com dizeres ofensivos ao Santos. O fenômeno do Verdão riu, dobrou e devolveu, sem tirar foto.

Humildade

Endrick levou o prêmio de melhor jogador e também o de gol mais bonito da Copinha. O atacante dividiu o mérito com seus companheiros e disse que não conseguiria nada disso sozinho. "Preciso agradecer a Deus, minha família, minha namorada e meu irmãozinho, que é a minha maior conquista".

Futebol