PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Leandro Silva, o Cuquinha de Carille, comanda Santos na estreia do Paulista

Fabio Carille e Leandro Cuquinha, técnico e auxiliar do Santos - Ivan Storti/Santos FC
Fabio Carille e Leandro Cuquinha, técnico e auxiliar do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Lucas Musetti Perazolli

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

24/01/2022 18h42

Classificação e Jogos

Em isolamento após ser diagnosticado com a covid-19, o técnico Fabio Carille não comandará o Santos contra a Inter de Limeira na próxima quarta-feira (26), às 19h, no Estádio Levy Sobrinho, pela 1ª rodada do Campeonato Paulista.

Sem o treinador, o Peixe será dirigido pelo auxiliar Leandro Silva, conhecido como Cuquinha.

"Infelizmente ele acabou pegando a covid-19 justamente nessa largada da competição. Mas ele está bem e logo estará com a gente de novo. Os trabalhos continuam, sempre com a supervisão dele, e temos um compromisso importante para começar bem a temporada. Quando você larga bem em todo início de competição, a tendência é ir ganhando confiança e atingir os objetivos que traçou. Vai ser um Paulista bem difícil. As equipes rivais estão fortalecidas, mas estamos contentes com tudo que fizemos na pré-temporada. Estamos confiantes e esperando ter uma estreia positiva nesta quarta", disse Cuquinha.

O Santos, curiosamente, tem um novo "Cuquinha" no clube. O auxiliar de Cuca, Avlamir Dirceo Stival, também era chamado de Cuquinha. No caso de Leandro Silva, porém, não há qualquer relação com o ex-treinador do Peixe e Atlético-MG.

Leandro nasceu em Blumenau-SC e começou a carreira como jogador no Coritiba, onde ficou 11 anos entre base e profissional. Quando garoto, atuava em um projeto social chamado "Cuquinhas do Honório". E vem daí a origem do apelido. Ele foi zagueiro e volante e se aposentou em 2009.

Leandro Silva conheceu Fabio Carille em 1996, quando o atual técnico do Santos chegou no Coritiba e encontrou Cuquinha, recém-promovido da base ao elenco profissional. Eles jogaram juntos no Iraty, XV de Piracicaba e Juventus e são amigos há mais de 25 anos.

Cuquinha foi auxiliar no Corinthians, Al-Wehda e Al-Itttihad.

"A gente se conheceu em 96, quando estávamos no Coritiba. Tivemos aquela convivência concentração, jogos, morar juntos, então firmamos uma amizade bastante sólida. Lá em 2000, quando estávamos na Juventus, a gente decidiu que caminharia na área técnica após encerrar a carreira. Cada um seguiu por um lado, mas sempre mantivemos o contato. E em 2017 tivemos a oportunidade de iniciar um trabalho juntos com ele de treinador e estamos até hoje assim. Temos uma sintonia bem grande e esperamos que ela seja muito vitoriosa aqui no Santos", concluiu Leandro Silva, que tem 48 anos.

Futebol