PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro Cezar: Fluminense pode ter um time mais mesclado que o do Corinthians

Do UOL, em São Paulo

22/01/2022 04h00

Dois clubes que investiram nos últimos meses em contratações, o Corinthians e o Fluminense apostaram em jogadores acima dos 30 anos e são os times da Série A que mais contam com atletas nesta faixa etária. No caso do clube paulista, os principais reforços são mais experientes, como Paulinho, Renato Augusto, Giuliano e Willian.

No podcast Posse de Bola #195, Mauro Cezar Pereira analisa os times de Corinthians e Fluminense, apontando uma vantagem no elenco do técnico Abel Braga pelo fato de conseguir fazer uma mescla maior com jogadores da base, o que foi feito já nas temporadas mais recentes, quando o clube já contava com atletas mais experientes.

Ouça também o boletim do Posse com Arnaldo e Tironi; exclusivo na Apple Podcasts

"Essa questão dos times que correm atrás, Corinthians e Fluminense, o Fluminense tem ainda, pelo menos, uma espinha dorsal de jogadores que não são veteranos. Não são veteranos ou são jovens. Você tem como prováveis titulares o Nino, o Yago, o André, o Nathan, o Luiz Henrique, só aí já são cinco jogadores e esses caras deverão ser titulares. O Corinthians se contratar o Diego Costa, o time provável teria nove jogadores com mais de 30 anos e o Fluminense pode ter o time mais mesclado", diz Mauro.

"Mas isso eu acho que pode significar algumas barrações de jogadores. De repente, o Willian Bigode pode ser reserva, o Cano vai ser reserva, reserva do Fred. Quando o Fred não jogar, joga o argentino", completa.

Por outro lado, o jornalista afirma que o Tricolor das Laranjeiras faz um planejamento curioso ao contratar Cano quando já tem Fred como centroavante, além de contar com um jovem de potencial que é John Kennedy, autor de gols contra o Flamengo na última temporada.

"Acho até curioso esse planejamento do Fluminense porque ele teria, para ganhar espaço e virar o titular do comando de ataque nessa temporada, o John Kennedy, que jogou muito bem a Copa São Paulo, que fez dois gols no Fla-Flu na temporada passada, na vitória do Fluminense pelo Brasileiro, e é um jogador que está pedindo passagem, então, esse garoto vai ficar mais atrás na fila porque ele vai ter que brigar por espaço com o Cano e com o Fred", diz Mauro.

Outro ponto que ele chama a atenção é em relação ao início de temporada do Fluminense, que joga a fase preliminar da Libertadores e pode ter um prejuízo alto no caso de não se classificar para a fase de grupos da competição.

"O caso do Fluminense ainda é de um time que deve ser mais mesclado do que o Corinthians e tem uma urgência, um problema para resolver rapidamente que são as duas etapas antes da fase de grupos da Libertadores. Se não classificar, compromete financeiramente boa parte da temporada, do orçamento, daquilo que foi projetado, e as contratações foram feitas contando com a participação do Fluminense na fase de grupos, tem que se classificar", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol