PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Carrasca do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio anuncia aposentadoria

Stéphanie Labbé, goleira campeã olímpica do PSG, se aposenta do futebol aos 35 anos - Reprodução/PSG
Stéphanie Labbé, goleira campeã olímpica do PSG, se aposenta do futebol aos 35 anos Imagem: Reprodução/PSG

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/01/2022 18h35

Responsável por encerrar a trajetória da seleção brasileira nas Olimpíadas de Tóquio, a goleira canadense Stephanie Labbé, de 35 anos, anunciou o fim da carreira profissional.

Labbé defendeu duas penalidades na disputa válida pelas quartas de final dos Jogos Olímpicos, e eliminou o Brasil. O Canadá conquistou a medalha de ouro após vitória sobre a Suécia.

A goleira encerrou seu contrato com o Paris-Saint Germain, e afirmou que a decisão de pendurar as luvas foi rápida. Segundo o jornal 'Le Parisien', Labbé optou pela aposentadoria para preservar sua saúde mental.

"Honestamente, eu acordei um dia e isso apenas veio. Eu sabia no meu coração que tinha chegado a hora", disse a atleta.

Em seu vídeo de despedida, a ex-goleira celebrou a carreira e fez agradecimentos, mas disse que o futebol a levou "a um dos momentos mais sombrios da vida".

É hora de falar sobre um final. Esporte é tudo o que eu sei e tem sido a minha vida desde que me lembro", começou a canadense. "[Mas o] Futebol me trouxe muitas noites sem dormir e dias dolorosos, acabou com a minha confiança algumas vezes e induziu depressão e ataques de ansiedade", revelou.

Labbé fará um jogo de despedida pela seleção canadense em abril. A goleira foi uma das finalistas ao prêmio The Best, organizado pela Fifa, e soma 85 jogos pela seleção nacional, além de duas medalhas olímpicas (um ouro e um bronze).

Futebol