PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Regra da Fifa que já ajudou em contratação repõe volante no radar do Inter

Gustavo Assunção, volante do Galatasaray, da Turquia - Reprodução/Instagram
Gustavo Assunção, volante do Galatasaray, da Turquia Imagem: Reprodução/Instagram

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

21/01/2022 04h00

Sem o poder de investimento necessário para grandes investimentos, o Internacional abusa das lacunas no mercado da bola para se reforçar. A atenção aos detalhes ocasionou a aproximação rápida ao centroavante Wesley Moraes e uma regra da Fifa facilitou o acordo. Agora, o volante Gustavo Assunção volta ao radar exatamente pela mesma questão.

Wesley é jogador do Aston Villa, pelo qual disputou uma partida na temporada. Em seguida, foi cedido ao Club Brugge, da Bélgica, equipe que defendeu em seis partidas. Porém, ele rompeu empréstimo com os belgas, regressando ao time inglês, pelo qual não seria aproveitado. Por regulamento da Fifa, ele não poderia defender um terceiro time na mesma temporada.

  • De segunda a sexta, às 17h, o Canal UOL traz, ao vivo, as últimas informações do mercado da bola. Inscreva-se no YouTube de UOL Esporte e confira também as lives dos clubes, Posse de Bola e UOL News Esporte:

No entanto, a temporada brasileira não segue o calendário europeu. Desta forma, o Inter surgiu como opção, já que o ano de futebol no Brasil estava começando, se trataria de uma temporada diferente.

Wesley assinou empréstimo por uma temporada, já foi apresentado e treina normalmente com o elenco vermelho.

O volante Gustavo Assunção vive situação semelhante. Ele jogou quatro partidas pelo Famalicão, clube com o qual tem contrato até 2025. Até ser cedido ao Galatasaray, da Turquia, por empréstimo. Por lá fez mais dois jogos.

Assunção já foi alvo do Inter no meio de 2021 e sua situação com o Galatasaray é incerta. Segundo apurou o UOL Esporte, o Famalicão não foi informado sobre devolução do atleta ou mesmo possui oferta oficial do Inter em mãos.

No entanto, o jogador volta ao radar a partir da possibilidade ficar "sem saída" na Europa. Caso os turcos confirmem sua devolução — algo em pauta desde os últimos dias de 2021 — será o momento do Inter entrar em cena para buscar sua chegada, também por empréstimo.

O contrato entre Famalicão e Galatasaray foi caro. O empréstimo do atleta custou um milhão de euros (R$ 6,1 milhões na cotação atual) e sua opção de compra está definida em quatro milhões de euros (R$ 24,5 milhões na cotação atual). O vínculo atual se encerra no meio do ano.

Internacional