PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Edu Dracena vê renovações como reforços no Santos: "Contratamos seis, pô"

Eder Traskini e Lucas Musetti Perazolli

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

21/01/2022 04h00

O Santos não fechou o elenco, mas esfriou a busca por reforços no mercado da bola. Neste momento, o executivo de futebol Edu Dracena não tem negociações avançadas por nenhum atleta.

Na última rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Fabio Carille falou em "seis contratações, três prontos e três para compor". E o Peixe acertou com três até agora: o zagueiro Eduardo Bauermann e os meias Bruno Oliveira e Ricardo Goulart.

  • De segunda a sexta, às 17h, o Canal UOL traz, ao vivo, as últimas informações do mercado da bola. Inscreva-se no YouTube de UOL Esporte e confira também as lives dos clubes, Posse de Bola e UOL News Esporte:

Dracena entende os pedidos da torcida, mas valoriza o atual elenco santista e comemora as renovações recentes de jogadores importantes.

"Estamos negociando com o Kaiky, sim, e acreditamos muito que vai dar certo. E será mais uma contratação. Os caras falam que eu só contratei três, mas renovamos com quem seria reforço. Renovamos com João Paulo, Ângelo e Marcos Leonardo. O treinador pediu seis? Olha aí. Contratamos seis, pô (risos)", disse Edu, em entrevista ao UOL Esporte.

"Claro que a gente continua atento no mercado. Falo sempre com meu gerente, o Guilherme Lipi, e diariamente com o presidente Andres Rueda e o técnico Fabio Carille. Podem surgir oportunidades e aí aproveitamos. Só que eu confio muito no nosso elenco. São jogadores que se esforçam muito, que têm treinado bem e que estão entendendo cada vez mais o trabalho do técnico", completou o executivo.

A torcida santista vivia e expectativa por mais novidades, principalmente nas laterais. A diretoria, porém, deve iniciar o Campeonato Paulista com o atual grupo e repensar as necessidades para o Brasileirão.

Três dos motivos para o Santos tirar o pé no mercado são a confirmação do esquema com três zagueiros, a renovação do contrato do atacante Marcos Leonardo e o bom desempenho na pré-temporada.

Improvisações de Carille

O treinador imaginou o Santos de 2022 no esquema 4-3-3, o seu preferido. Sem todos os reforços esperados, Carille começou a pré-temporada com a manutenção dos três zagueiros na equipe. E se convenceu de que é o melhor caminho.

Com a linha de três atrás, Fabio Carille não vê tanta necessidade de laterais (pois pode atuar com alas) e nem de um meio-campista defensivo (porque já tem três zagueiros e pode colocar jogadores de maior técnica).

Para a defesa, Eduardo Bauermann, Emiliano Velázquez, Kaiky, Luiz Felipe e Robson são as opções. Na ala direita, Madson, Daniel Guedes e Marcos Guilherme podem jogar. Na esquerda, as alternativas são Felipe Jonatan, Lucas Braga e Lucas Pires (que subirá após a Copinha).

Novela com final feliz

O Santos demorou um ano para conseguir a renovação do contrato de Marcos Leonardo. O vínculo terminaria em outubro de 2022 e foi estendido até 2026.

Com esse impasse, o Peixe buscou Pablo, do São Paulo, e ouviu o "não" do atacante. Dias depois, Marcos Leonardo decidiu pela permanência e a diretoria entendeu que, por enquanto, não precisa de reforço para a posição. Léo Baptistão e Rwan (que também será promovido após Copinha) são os concorrentes do Menino da Vila.

Soluções caseiras

O técnico Fabio Carille está contente com o desempenho do elenco na pré-temporada. Ele entende que o grupo pode precisar de reforços para o Campeonato Brasileiro, Sul-Americana e Copa do Brasil, mas tem condição de ser competitivo no Paulistão.

No Estadual, a ideia da comissão técnica é testar o elenco e confirmar as boas atuações de alguns nos treinamentos de preparação. Carille está satisfeito com Daniel Guedes, reintegrado após empréstimo ao Fortaleza, e gosta do que vê em Eduardo Bauermann, Bruno Oliveira e Ricardo Goulart.

Emiliano Velázquez, Jobson, Carlos Sánchez, Sandry e Léo Baptistão sofreram com lesões em 2021 e podem ter desempenho ainda melhor neste ano. Outros atletas mais jovens estão em avaliação, como Allanzinho, Tailson, Luizinho e Lacava.

Celular não para

O executivo Edu Dracena recebe indicações de jogadores diariamente. Ele responde a todos os empresários, mas repete o discurso de procurar reforços pontuais.

O entendimento no Santos é de que só chegará alguém nas próximas semanas se for "oportunidade de mercado". O Peixe tem orçamento apertado e não fará qualquer loucura.

Bauermann assinou um pré-contrato enquanto ainda estava no América-MG, Ricardo Goulart era agente livre e Bruno Oliveira foi emprestado pela Caldense-MG. Em todos esses casos, o Santos não pagou para adquirir direitos econômicos.

Futebol