PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'Deveriam ouvir CR7 e calar a boca', dispara ex-United a jogadores do clube

Cristiano Ronaldo comemora gol do Manchester United sobre o Norwich - REUTERS/Chris Radburn
Cristiano Ronaldo comemora gol do Manchester United sobre o Norwich Imagem: REUTERS/Chris Radburn

Do UOL, em São Paulo (SP)

21/01/2022 10h31

Classificação e Jogos

A situação de Cristiano Ronaldo no Manchester United segue dando o que falar na Inglaterra. Na vitória dos Diabos Vermelhos sobre o Brentford por 3 a 1, pelo Campeonato Inglês, na última quarta-feira (19), o jogador foi substituído durante o segundo tempo e ficou irritado com o técnico interino Ralf Rangnick.

Desta vez duas declarações de ex-jogadores repercutiram na imprensa do país. O ex-atacante Gabriel Agbonlahor afirmou ao 'Football Insider' que os jovens jogadores do United como Rashford, Sancho e Greenwood teriam medo de chutar no gol por medo das reações do astro português.

O ex-jogador do Manchester United Louis Saha, ex-companheiro de Cristiano entre 2004 e 2008, por sua vez, disse ao site 'Genting Casino' que os jogadores precisam calar a boca e ouvir mais o camisa 7.

"Se algum jogador tem o direito de dizer o que pensa no vestiário, é o Cristiano Ronaldo. Muitos dos jogadores jovens ainda não mostraram nada. Podem até ter disputado alguns jogos internacionais. Mas o que ganharam?", afirmou Saha.

"Não estou dizendo que os jogadores devem considera-lo um Deus, mas Cristiano será lembrado como um dos maiores jogadores da história. Ele quer ganhar títulos e como chegar lá. Ele não intimidaria alguém para parecer mais forte. Ele quer ganhar, sendo assim deveriam escuta-lo, ser humildes, trabalhar duro e calar a boca", disparou o ex-atacante.

O Manchester United ocupa apenas a 7ª posição no Campeonato Inglês, com 35 pontos em 21 jogos disputados.

Futebol