PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio esfria novo negócio e procura reposição interna após lesão grave

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

17/01/2022 04h00

O Grêmio perdeu uma opção de ataque ainda na primeira semana da pré-temporada. Com a lesão de Jhonata Robert, que deve parar por até seis meses, direção e comissão técnica passaram a olhar para os lados em busca de uma solução. No momento, o discurso é de não fazer nova investida no mercado da bola. A ideia atual é procurar solução nas categorias de base e time de transição.

A estreia do Grêmio na temporada é contra o Caxias, dia 26, na primeira rodada do Campeonato Gaúcho. A partida será disputada pelo chamado grupo de transição. O debute da equipe de Vagner Mancini deve ocorrer ainda em janeiro, como mostrou o UOL Esporte.

Jhonata Robert terminou a temporada de 2021 em ascensão, mas na sexta-feira rompeu ligamentos no joelho esquerdo. Sem ele, o Grêmio perde uma alternativa para o setor de ataque — uma das áreas do time que mais mobilizou a diretoria, nas últimas semanas. A diretoria contratou Janderson, em acordo com o Corinthians, e chegou a sondar Sorriso, do Juventude. Além de Moisés, da Ponte Preta.

Nas conversas com Juventude e Ponte Preta o que faltou foi dinheiro. O Grêmio não teve fluxo de caixa para arcar com as transferências, além do impacto do orçamento menor após o rebaixamento para a Série B.

Mesmo que a carência quantitativa tenha aumentado, com a lesão de Robert, a palavra da hora nos corredores do departamento de futebol é procurar uma solução interna mesmo.

Os nomes de Vini Paulista, Rildo e Guilherme Azevedo são observados. No sábado, Vagner Mancini acompanhou o jogo-treino do time de transição diante do Próspera-SC. Com atenção também ao trio de jogadores que podem atuar pelos lados do campo.

Aos 20 anos, Vini Paulista ainda não teve chances no grupo principal. Rildo voltou de empréstimo ao Brasil de Pelotas, mas antes já havia sido chamado para treinar ao lado de Geromel, Diego Souza e companhia. Guilherme Azevedo, dos três, é o mais experimentado entre os profissionais. O meia-atacante chegou a ser artilheiro do time no início de 2021, mas acabou emprestado ao Coritiba no restante da temporada.

Até aqui, o Grêmio contratou cinco jogadores para 2022: Orejuela e Bruno Alves, em acordo com o São Paulo; Nicolas, emprestado pelo Athletico-PR; Martín Benítez, cedido pelo Independiente-ARG, e ainda Janderson, emprestado pelo Corinthians. Diego Souza renovou contrato após reviravolta na negociação, que chegou a ter anúncio de saída.

Futebol