PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Fred e Abel: reencontro no Flu após 10 anos do título e sede de resposta

Técnico Abel Braga e atacante Fred foram campeões brasileiros pelo Fluminense em 2012 - Caio Amy / Photocamera
Técnico Abel Braga e atacante Fred foram campeões brasileiros pelo Fluminense em 2012 Imagem: Caio Amy / Photocamera

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

17/01/2022 04h00

Dentre as muitas novidades que o Fluminense tem apresentado para esta temporada, dois personagens de peso são muito bem conhecidos do torcedor: Fred e Abel Braga. Atacante e treinador se reencontram após 10 anos do último título brasileiro do Tricolor em momentos um pouco distintos do que viveram há uma década.

Na ocasião, Fred foi o artilheiro da competição e viveu, talvez, a sua melhor temporada no futebol brasileiro. Abel, que já era um treinador vencedor, carimbou mais uma vez o seu rótulo de "técnico papa-título". Agora, embora não precisem mais dar resposta a ninguém, têm convivido com uma sombra de desconfiança externa.

De acordo com o próprio atacante, este, provavelmente, será o seu último ano da carreira. Segundo maior artilheiro da história do Fluminense e segundo maior goleador da história do Campeonato Brasileiro, ele agora terá a concorrência do argentino Germán Cano, que conquistou a torcida do Vasco nas últimas duas temporadas e chega com grande expectativa de gols.

Já Abel, um multicampeão como treinador, vem de passagens recentes sem sucesso no futebol carioca, tanto com o Flamengo quanto com o Vasco. O técnico foi antecessor ao ano mágico do português Jorge Jesus no Rubro-Negro, em 2019.

No Cruzmaltino, acabou sendo muito criticado pela torcida, principalmente após uma derrota para o Flamengo onde, ao tentar elogiar a atuação de seu time, soltou a frase: "Hoje foi lindo".

Posteriormente, no entanto, voltou ao Internacional — onde foi campeão mundial — e fez uma grande campanha no Campeonato Brasileiro, sagrando-se vice-campeão.

Conhecedor do futebol de Fred e amigo pessoal do atacante, Abel Braga acredita que o atacante fará uma grande temporada em 2022.

"Esse cara é alguém por quem tenho uma admiração incrível, e sei o quanto vai nos ajudar, e quantos gols ele vai fazer. Ele vai 'se danar' de fazer gol de novo. Estou muito esperançoso por esse aspecto, porque agora não são dois ou três experientes, tem quatro ou cinco experientes, e uma garotada que precisa da experiência e liderança desses caras", disse à colunista Marluci Martins, do UOL Esporte.

Fluminense