PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Vasco elimina Audax nos pênaltis e vai às oitavas de final da Copinha

Vasco do lateral esquerdo Julião perdeu os 100%, mas se classificou nos pênaltis para as oitavas - Roberto Zacarias / Twitter do Vasco
Vasco do lateral esquerdo Julião perdeu os 100%, mas se classificou nos pênaltis para as oitavas Imagem: Roberto Zacarias / Twitter do Vasco

15/01/2022 19h30

Classificação e Jogos

Nos pênaltis, o Vasco eliminou o Audax e está classificado para as oitavas de final da Copa São Paulo de Juniores. Nesta tarde de sábado, as equipes empataram por 1 a 1 no tempo normal, com gols de Dudu (Audax) e Vinicius (Vasco). Nas cobranças, o time carioca levou a melhor no estádio José Liberatti e saiu vencedor por 4 a 3, com direito a duas defesas do goleiro Cadu.

Apesar de vivo na Copinha, o Vasco perdeu os 100% no torneio. Até então, a equipe havia vencido seus quatro jogos, marcando 23 gols e sofrendo apenas dois. Agora, o adversário do time sairá ainda neste sábado. Às 21h45 (de Brasília), o São Paulo enfrenta o Santos Caetano no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul.

Estratégias distintas e bem claras

Desde o primeiro minuto ficou claro em como os times iriam se comportar. Mesmo com o apoio do torcedor, o Audax reconheceu a grandeza do Vasco e optou pelos contra-ataques, inclusive tendo marcado seu gol dessa maneira. No Vasco, nada mudou. Com 23 gols até o fim da rodada anterior, o Cruz-Maltino foi todo ataque.

Vasco perde pênalti no início

A tônica do primeiro tempo foi de ataque contra defesa. Em poucos minutos, o Vasco já ameaçava a meta adversária e amadurecia seu gol. Aos quatro, a arbitragem pegou toque no braço de Edherson dentro da área, mas Vinicius tirou demais do goleiro e bateu a penalidade rasteira para fora.

Audax sai na frente no primeiro ataque

Na primeira vez que passou do meio de campo, o Audax conseguiu anotar seu gol. E ele veio do jeito que o time estava jogando, no contra-ataque. Após uma roubada de bola, Edherson achou Dudu dentro da área e o camisa 10 fuzilou sem chances para o gol de Cadu. 1 a 0.

Garoto mostra personalidade e chama a "responsa" no Vasco

O gol do Audax não tirou o apetite do Vasco, que continuou em cima. Vinicius, agora como assistente, encontrou Figueiredo no segundo poste e o atacante carimbou o travessão de cabeça. Mas ainda antes do intervalo, veio o empate. Marcos Dias invadiu a área e Edherson, de novo, cometeu o pênalti. Aos 20 anos, Vinicius, que havia perdido sua cobrança no início da partida, pegou a bola e bateu forte, no alto, para deixar tudo igual. 1 a 1.

Audax muda postura e jogo fica aberto

Diferente do que foi visto no primeiro tempo, o Audax passou a atacar mais e foi melhor durante os primeiros 20 minutos. Anulando bem o Vasco, a equipe paulista conseguiu chegar com perigo em duas ocasiões, mas depois passou a sentir demais a parte física. Somente a partir dos 30 minutos a equipe carioca reequilibrou o jogo e só não virou por causa de uma ótima defesa do goleiro Natã. Com ares de emoção, o jogo caminhou para seu fim com boas chances nos dois lados, mas a igualdade permaneceu até os pênaltis.

Cadu pega dois pênaltis e classifica o Vasco

Artilheiro da Copinha, Figueiredo pegou muito mal na bola e abriu as cobranças com uma batida para fora. Borgheti foi o primeiro no Audax e colocou os donos da casa na frente. Na sequência, Zé Vitor, JP Galvão e Juan converteram para o Vasco. Do lado dos anfitriões, Italo e Dudu também botaram a bola na rede, mas Ifeanyi tentou cavar e acabou vendo o goleiro Cadu defender com muita facilidade, deixando a disputa em 3 a 3. Na quinta cobrança, Marlon Santos colocou o Vasco na frente pela primeira vez, e coube a Cadu defender a batida de Luan Lima e classificar o Vasco. Final, 4 a 3 nos pênaltis.

Futebol