PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Carneiro: Jogador que Ceni mais queria não veio. SPFC pode ter problema

Do UOL, em São Paulo

15/01/2022 04h00

O São Paulo viu fracassar outra tentativa de contratar um ponta, principal pedido do técnico Rogério Ceni para reforçar o elenco. Ontem (14), Julio Casares, presidente do Tricolor, confirmou o encerramento das negociações com Yeferson Soteldo, do Toronto FC. A questão financeira impediu o acerto do venezuelano, que teve passagem destacada pelo Santos, com o clube do Morumbi.

Na Live Especial do UOL Esporte, os jornalistas Danilo Lavieri e Gabriel Carneiro comentaram sobre o fim da novela Soteldo no São Paulo. Eles também projetaram como o Tricolor deve agir para suprir a necessidade de um atacante rápido para o elenco.

  • De segunda a sexta, às 17h, o Canal UOL traz, ao vivo, as últimas informações do mercado da bola. Inscreva-se no YouTube de UOL Esporte e confira também as lives dos clubes, Posse de Bola e UOL News Esporte:

"O São Paulo continua naquela indefinição. A grande lacuna do elenco ainda está vazia. O time vai sentir falta de um ponta a poucos dias de começar o Paulistão. O jogador que o Rogério Ceni mais queria ainda não chegou, e isso pode ser um problema no decorrer da temporada", analisou Carneiro.

Antes de concentrar seus esforços em Soteldo, o São Paulo se interessou por Douglas Costa. Assim como no caso do venezuelano, as negociações para a contratação do atacante do Grêmio esbarraram nos altos valores envolvidos. O Tricolor cogitou buscar um parceiro disposto a bancar o pagamento de parte ou de todo o salário do jogador, mas desistiu da transação.

Para Carneiro, Soteldo se encaixaria em qualquer time brasileiro hoje. "Ele tem uma característica muito única no futebol: é um ponta driblador com uma ousadia fora do comum. Não existe jogada em que o Soteldo desista. Ele insiste até o limite e isso gera lances não só de um contra um, mas muita bola rebatida, solta, para o time aproveitar as oportunidades. A quantidade de passes decisivos e de jogo que ele gera é muito grande e vai além das estatísticas que possa apresentar", elogiou o repórter do UOL.

Lavieri destacou que, desde o início das conversas com Soteldo, o São Paulo sabia tratar-se de uma negociação complicada. "Era uma negociação difícil, porque o Soteldo foi para a MLS custando caro para o Toronto FC. Foi para lá ganhar um belo salário, maior do que o do Santos e, no final, ele não está satisfeito. Ouvi de gente que trabalha com ele e que tentou fazer essa negociação rolar com o São Paulo que o Soteldo, mesmo não tendo dado certo no Tricolor, vai continuar atrás do sonho de voltar à América do Sul. Ele não quer continuar na MLS. Ele tem salário alto e o Toronto não facilitará as negociações", apontou o colunista do UOL.

Mesmo com o fim das negociações com o São Paulo, Soteldo ainda deve insistir para deixar o Toronto FC e voltar a atuar na América do Sul, como ressaltou Carneiro. "Ele é versátil. É um atacante de lado, originalmente, mas jogou como meia na reta final da Libertadores em que o Santos foi vice-campeão. Ele foi muito valorizado. Não era o ideal de carreira que ele tinha. Ele e seu estafe sempre fizeram essa tentativa de jogar na Europa várias vezes, mas não aconteceu. Apareceu a MLS e um time que não é o ideal, com um nível um pouco abaixo dos grandes de lá. Soteldo não está feliz e quer essa negociação para voltar ao cenário sul-americano. Seria um reforço importante para qualquer clube brasileiro", finalizou.

Não perca! A próxima edição da Live Especial do UOL Esporte será nesta segunda-feira (17), às 17h (horário de Brasília), com a análise das últimas novidades do mercado da bola. Você pode acompanhar o programa pelo Canal UOL, no app Placar UOL ou no canal do UOL Esporte no YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol