PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Carille vê Goulart como meia-atacante e confia em estreia rápida no Santos

Ricardo Goulart, meia-atacante do Santos - Ivan Storti/SFC
Ricardo Goulart, meia-atacante do Santos Imagem: Ivan Storti/SFC

Lucas Musetti Perazolli

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

15/01/2022 04h00

O técnico Fábio Carille está animado com a contratação de Ricardo Goulart e já sabe como utilizar o camisa 10 no Santos.

Goulart já atuou como armador, ponta e centroavante durante a carreira. No Peixe, o jogador de 30 anos deve ser um meia-atacante, próximo ao centroavante.

Carille entende que Ricardo Goulart renderá melhor alternando entre a criação e a finalização de jogadas e quer o atleta perto do gol, sempre na área para concluir.

Para facilitar o jogo de Goulart, o treinador utilizará um centroavante móvel: pode ser Marcos Leonardo se o jovem renovar seu contrato, Léo Baptistão ou Rwan Seco. Carille ainda pediu um atacante dessas características depois de Pablo, do São Paulo, recusar o Santos.

A ideia é que Ricardo Goulart e esse centroavante se dividam entre as funções de 9 e de 10 para confundir a marcação adversária. Por isso, o técnico Fábio Carille descarta a chegada de um pivô de pouca movimentação.

Nos primeiros treinamentos da pré-temporada, Carille armou o Santos com a manutenção do esquema de três zagueiros. A definição da formação ocorrerá até segunda. O técnico decidirá rápido para aproveitar o período de atividades no CT Rei Pelé antes da estreia contra a Inter de Limeira no dia 26, fora de casa, pelo Campeonato Paulista.

Goulart não atua desde agosto pelo Guangzhou Evergrande, da China, mas se apresentou em boas condições físicas e já treina com bola. O Santos não tem pressa, mas confia em ao menos alguns minutos para o camisa 10 na primeira rodada do Estadual.

Futebol