PUBLICIDADE
Topo

Corinthians: 'match' de ideias é ponto a favor em conversa por Diego Costa

Diego Costa marcou o primeiro gol do Atlético-MG na vitória por 3 a 0 sobre o Sport-PE, em BH - Agência I7/Mineirão
Diego Costa marcou o primeiro gol do Atlético-MG na vitória por 3 a 0 sobre o Sport-PE, em BH Imagem: Agência I7/Mineirão

Eder Traskini, Victor Martins e Yago Rudá

Do UOL, em Santos, Belo Horizonte e São Paulo

11/01/2022 04h00

Conversas preliminares entre o Corinthians e os representantes de Diego Costa indicam um match de ideias entre clube e atleta. Depois de ficar na sombra de Hulk na temporada pelo Atlético-MG, o centroavante busca um lugar onde possa voltar a ser o protagonista. O Timão, por sua vez, está atrás de um camisa 9 que seja a referência do sistema ofensivo e faça barulho em suas ações de marketing ao longo de 2022.

Embora ainda não tenha formalizado uma proposta, a cúpula corintiana enxerga que Diego Costa atende às principais demandas para a vaga de centroavante e prepara uma investida. Os valores ganhos pelo centroavante são altos, cerca de R$ 1,4 milhão por mês, porém o clube conta com um parceiro comercial para custear os salários.

  • De segunda a sexta, às 17h, o Canal UOL traz, ao vivo, as últimas informações do mercado da bola. Inscreva-se no YouTube de UOL Esporte e confira também as lives dos clubes, Posse de Bola e UOL News Esporte:

Além disso, a opção do uruguaio Cavani em se manter no Manchester United pode acelerar as negociações entre o brasileiro e o Corinthians.

Diego Costa não estava satisfeito no Atlético-MG por alguns fatores, mas um dos principais deles foi a questão do protagonismo. O centroavante que fez carreira em gigantes do futebol europeu chegou a um time que já tinha um ataque redondo e viu, muitas vezes do banco de reservas, Hulk brilhar.

Titular em 12 jogos, reserva utilizado em sete, o centroavante não atuava tão pouco por uma equipe em uma temporada desde quando foi emprestado pelo Atletico de Madri ao Rayo Vallecano, em 2011/12.

O fato de ser sempre o escolhido para sair também incomodava Diego. Na 34ª rodada, em duelo contra o Juventude, havia um acordo prévio de que Hulk seria substituído e não Diego, mas o fato não se confirmou no decorrer da partida: autor do gol de pênalti (sofrido por Diego Costa), Hulk permaneceu em campo e Diego foi o escolhido para sair. O brasileiro naturalizado espanhol não reclamou com o treinador, mas confidenciou sua indignação a amigos.

O protagonismo de outros atletas, principalmente Hulk, fez Diego Costa repensar sua vinda ao Brasil. O atleta vê com bons olhos uma volta à Europa, mas, se ficar no Brasil, deseja um projeto que o coloque como protagonista: exatamente como é a ideia do Timão.