PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ar jovial: Copinha adota apelido, muda identidade visual e tem Desimpedidos

Copinha contratou integrantes do Desimpedidos para as transmissões dos jogos no Youtube - Divulgação / Copinha
Copinha contratou integrantes do Desimpedidos para as transmissões dos jogos no Youtube Imagem: Divulgação / Copinha

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

06/01/2022 04h00

Classificação e Jogos

Como se pode transformar uma competição que reúne jogadores jovens em um produto jovem? Foi pensando mais ou menos desta forma que a Federação Paulista de Futebol (FPF), que organiza a Copa São Paulo, iniciou há cerca de três anos um processo de jovialidade em sua identidade visual e também na comunicação ao público. Na edição deste ano, a "repaginada" foi ainda mais intensa e contou com investimentos específicos para prender o torcedor deste universo.

A começar pelo próprio apelido, "Copinha", o torneio deixou de ser um "garoto rebelde" que não o aceitava e resolveu adotá-lo de maneira oficial nas redes sociais e em seus demais leques de ofertas. Nas transmissões no Youtube, abandonou a formalidade e apostou na irreverência, contratando Chicungunha e Bira, integrantes do badalado canal "Desimpedidos", que faz sucesso principalmente com a garotada abordando temas esportivos de maneira bem-humorada.

Até mesmo o layout que simboliza a competição mudou. A FPF contratou a agência "Tuut" para desenhar o novo logotipo. Nas cores roxa e amarela e com um círculo central do meio de campo, ele forma a letra "C" em referência ao torneio (imagem abaixo).

Em suas redes sociais, a linguagem é recheada de gírias, com artes coloridas e muita irreverência nas pautas que envolvem os clubes participantes e seus respectivos jogadores.

Novo logotipo da Copinha: arte moderna foi feita por agência contratada pela FPF - Reprodução / Twitter - Reprodução / Twitter
Novo logotipo da Copinha: arte moderna foi feita por agência contratada pela FPF
Imagem: Reprodução / Twitter

Vice-presidente de Comunicação e Marketing da FPF, Bernardo Itri explicou a aposta da federação nesta "repaginada" Copinha.

"A Copinha é uma das competições de maior apelo e carisma entre todas as organizadas pela FPF. Envolve times do Brasil todo e, sobretudo, reúne os sonhos e paixões de milhares de jovens jogadores. A jovialidade, a leveza e a irreverência fazem parte do DNA da Copinha, e por isso iniciamos há três anos um processo de rejuvenescimento do campeonato, começando pela adoção do apelido oficial de Copinha, consagrado pelo uso dos fãs há anos. A participação do Desimpedidos e outros influenciadores faz parte deste novo momento, com transmissões em formatos mais leves e bem-humorados, buscando atingir novos torcedores e engajamentos diversificados", declarou ao UOL Esporte.

'Pegada' vai ser expandida para o Paulistão

O ar jovial adotado para a Copinha também será implementado para o Campeonato Paulista, que se inicia a partir de 25 de janeiro e vai até 3 de abril.

Chicungunha, do Desimpedidos, já está confirmado nas narrações assim como a parceria com a agência Tuut, que também desenvolverá a logomarca da competição.

As redes sociais do Paulistão também irão apostar numa linguagem mais descontraída, nos moldes de como tem sido feito na Copa São Paulo.

Futebol