PUBLICIDADE
Topo

Internazionale

Eriksen e Inter rescindem após jogador ser proibido de jogar na Itália

Christian Eriksen, durante partida entre Inter de Milão e Juventus - Claudio Villa - Inter/Inter via Getty Images
Christian Eriksen, durante partida entre Inter de Milão e Juventus Imagem: Claudio Villa - Inter/Inter via Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

17/12/2021 12h20

A Inter de Milão rescindiu oficialmente o contrato de Christian Eriksen por consentimento mútuo. O anúncio da decisão foi divulgado na manhã de hoje.

Eriksen não foi autorizado a jogar na Itália depois que a Liga proibiu que jogadores com o dispositivo de monitoramento cardíaco, instalado no meio-campista dinamarquês após sua parada cardíaca na Eurocopa 2020, atuem no país.

O clube italiano usou suas redes sociais para publicar um comunicado oficial. "A Internazionale Milano pode confirmar que foi alcançado um acordo para rescindir o contrato de Christian Eriksen por mútuo consentimento. O clube e toda a família Nerazzurri desejam a Christian tudo de melhor para o seu futuro".

Apesar de o contrato ter sido encerrado, o clube fez questão de reforçar que a passagem de Eriksen ficará marcada na história da Inter.

"Embora Inter e Christian estejam agora se separando, o vínculo nunca será quebrado. Os bons momentos, os gols, as vitórias, aquelas celebrações do scudetto com torcedores fora de San Siro - tudo isso ficará para sempre na história dos nerazzurri."

Christian chegou ao clube em janeiro de 2020. Ele atuou em 60 partidas com a camisa da Inter, marcou oito gols, e conquistou a Série A com os Nerazzurri na última temporada.

Um dos clubes mais especulados como possíveis destinos de Christian Eriksen é o Ajax, da Holanda, país que tem regras menos rígidas em relação à Itália.

Internazionale