PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Mauro: Com jogos distantes, favoritismo do Chelsea no Mundial deve aumentar

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

16/12/2021 04h00

Classificação e Jogos

O novo cenário que se projetou após o sorteio das oitavas de final da Liga dos Campeões, com o Chelsea ganhando mais tempo entre uma eventual decisão do Mundial de Clubes e o primeiro jogo da Champions, contra o Lille, foi um dos temas abordados por Mauro Cezar Pereira no quadro "Fala, Maurão". Para o colunista do UOL Esporte, o favoritismo do time inglês no torneio da Fifa deve aumentar com a mudança.

Inicialmente, havia a possibilidade de o Chelsea ter apenas três dias de intervalo entre a eventual final do Mundial, marcada para o dia 12 de fevereiro de 2022, e o primeiro jogo das oitavas de final. O sorteio da Champions, porém, definiu que os Blues jogarão a primeira partida contra o Lille apenas no dia 22 de fevereiro —a volta será em 16 de março.

"A chance de um time não europeu num confronto como esse é pequena e vai depender muito de uma defesa que funcione muito bem, de uma jornada muito feliz e, eventualmente, de uma prioridade dada a uma outra competição, que seria a Liga dos Campeões. Mas agora, com os jogos acontecendo mais distantes, em tese, deve aumentar o favoritismo do time inglês", analisa Mauro Cezar.

O jornalista recorda o momento do Chelsea no ano em que foi derrotado pelo Corinthians, em 2012, e explica por que o Palmeiras deve ter mais trabalho que o arquirrival no Mundial.

"O Corinthians teve um adversário mais acessível. Não deverá ser o caso desse Chelsea que, eventualmente, o Palmeiras possa enfrentar. O time continua forte, está na Liga dos Campeões, segue brigando pelo título inglês, e está mais forte porque teve reforços ao final da temporada, especialmente Lukaku", completa.

Palmeiras