PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Estafe de Benítez já admite a possibilidade de o meia deixar o São Paulo

Benítez cercado por Douglas Costa e Rafinha em Grêmio x São Paulo - Pedro H. Tesch/AGIF
Benítez cercado por Douglas Costa e Rafinha em Grêmio x São Paulo Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Brunno Carvalho e Gabriela Brino

Do UOL, em São Paulo e em Santos

08/12/2021 14h31

Classificação e Jogos

A situação de Martín Benítez no São Paulo deve ser resolvida nas próximas semanas, mas o clima que antes era de otimismo agora mudou. O UOL Esporte apurou que o estafe do meia já admite a possibilidade de o meia não permanecer no Morumbi na próxima temporada. O argentino tem tido pouco espaço no time titular comandado por Rogério Ceni.

A negociação com Benítez é complicada mesmo se o São Paulo quiser continuar com ele. O argentino pertence ao Independiente, da Argentina, e o time do Morumbi teria que desembolsar US$ 3 milhões (R$ 16,6 milhões). Essa hipótese está descartada pela diretoria do São Paulo, já que o clube convive com uma grave crise financeira e tem uma dívida próxima aos R$ 700 milhões.

A única chance de Benítez permanecer é se o Independiente aceitar a prorrogação do empréstimo que termina no fim deste ano. No mês passado, o clube voltou a intensificar as conversas para tentar a permanência do meia argentino e contava com a aprovação de Rogério Ceni. Outros clubes brasileiros acompanham a situação para cogitar uma investida no meia argentino.

Mesmo sem Benítez conseguir ser titular, Ceni gostava da postura dele nos treinos e ao longo das partidas. Ele só não entrou em campo em uma partida sob o comando do treinador, mas quase sempre vindo do banco de reservas. A exceção foi na derrota por 3 a 0 para o Grêmio, quando Ceni mudou o esquema tático da equipe para, segundo ele, conseguir encaixar Benítez entre os titulares.

As questões físicas foram um problema para Benítez durante toda a temporada. Ele entrou em campo 42 vezes com a camisa do São Paulo, mas atuou por 90 minutos em apenas três partidas. A última vez que isso aconteceu foi em agosto, na vitória sobre o Vasco por 2 a 1 pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

São Paulo