PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Juca: O corintiano sairia muito insatisfeito, não fosse o Renato Augusto

Do UOL, em São Paulo

06/12/2021 17h05

O Corinthians entrou em campo na Neo Química Arena com a oportunidade de rebaixar de forma antecipada o Grêmio diante da torcida, que levou faixas e até fantasias de 'fantasma da Série B' em provocação ao time adversário, que havia sacramentado a queda corintiana em 2007, mas o empate em 1 a 1 manteve o time de Vagner Mancini na primeira divisão, ainda que por um fio.

No podcast Posse de Bola #184, Juca Kfouri afirma que aliviou a situação para o Corinthians e o técnico Sylvinho em relação ao torcedor o golaço marcado pelo meio-campista Renato Augusto, que assegurou o empate, colocado na conta do treinador do Grêmio pelo jornalista.

"O corintiano sairia muito insatisfeito caso o Renato Augusto não tivesse feito o golaço que fez aos 40 do segundo tempo, mas que acabou saindo satisfeito exatamente porque o Corinthians não perdeu no final do jogo. Isso muito porque o Mancini chamou o Corinthians para cima do Grêmio, acho que ele foi fartamente responsável pelo empate, não deveria ter recuado o Grêmio como recuou, o Corinthians não jogou bem, exceção feita ao Willian", diz Juca.

"O corintiano não saiu tão feliz com a devolução do rebaixamento de 2007, mas para aquele torcedor que tem algum aspecto de sádico, e todo torcedor tem isso um pouco, eu te diria que o Corinthians apenas prolongou a agonia do Grêmio, vai fazer o gremista hoje torcer para o São Paulo, vai fazer o gremista torcer contra o Cuiabá, na quinta-feira ter que ganhar do Galo, por mais que seja o Galo reserva, na Arena Grêmio, e torcer contra o Bahia e de novo contra o Cuiabá, torcer para o Corinthians contra o Juventude", completa.

Juca afirma que o caso do Grêmio chama a atenção pelo fato de o clube ter boa administração nas finanças, um elenco de bons jogadores e ainda assim se colocar na situação atual.

"Deixou o Grêmio em uma situação, está com a forca no pescoço, só falta abrir o cadafalso. Eu acho que o Grêmio está irremediavelmente rebaixado e vai nos obrigar a mudar muitas das nossas visões, porque é inexplicável que um clube com a gestão que o Grêmio tem, com a situação econômica do Grêmio, com o elenco que o Grêmio tem, esteja na situação em que está e vá cair", diz Juca.

"Não há nada que permita a você olhar para o Grêmio e dizer 'esse time vai cair, esse time caiu'. Exceção feita talvez para a gangorra chamada Renato Gaúcho, até que ponto a gestão Renato Gaúcho, que foi responsável pela maior alegria gremistas dos últimos anos, a conquista da Libertadores, não é fartamente responsável por essa situação em que o Grêmio está", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol