PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Loucura: rival tem dois expulsos, Cerro faz dois nos acréscimos e é campeão

Jogadores do Cerro Porteño comemoram gol no último minuto que garantiu título - Reprodução/ClubCerroPorteño
Jogadores do Cerro Porteño comemoram gol no último minuto que garantiu título Imagem: Reprodução/ClubCerroPorteño

Colaboração para o UOL, em Maceió

05/12/2021 12h53

Às vezes, o futebol redefine o que é imprevisibilidade e loucura. Era a última rodada do Clausura, no Campeonato Paraguaio, e o Cerro Porteño, com 37 pontos, visitou o Guaraní, com 35. Os donos da casa precisavam vencer para serem os campeões. Eles fazem 2 a 0 e o jogo entra nos acréscimos, o título está bem pertinho, a torcida comemora, mas...

Dois jogadores do Guaraní são expulsos já nos acréscimos e um deles é o goleiro Gasoar Servio. Sem substituições, um dos jogadores de linha vai para o gol. O Cerro se empolga e faz o primeiro gol aos 53 minutos com Alberto Espinola, após ficar com o rebote. Dois minutos depois, ele mesmo cruzou para o meio da área e Patiño completou. 2 a 2 no placar e título para o Cerro Porteño.

A competição terminou com o título do Cerro Porteño, com 38 pontos, enquanto o Guaraní encerrou sua participação com 36. O Ciclón garantiu a vaga na Libertadores de 2022. O Libertad, campeão do Apertura, também representará o Paraguai na competição. Nacional-PAR e Olimpia jogam hoje (5) para definir a última vaga do país.

Futebol