PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Hulkinho é sucesso de vendas nas proximidades do Mineirão: "está estourado"

Hulkinho de pelúcia é o favorito entre os pequenos torcedores do Atlético-MG - Victor Martins/UOL Esporte
Hulkinho de pelúcia é o favorito entre os pequenos torcedores do Atlético-MG Imagem: Victor Martins/UOL Esporte

Lohanna Lima e Victor Martins

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte (MG)

05/12/2021 14h54

Classificação e Jogos

A torcida do Atlético-MG chegou cedo para o jogo da entrega da taça de campeão brasileiro. A partida contra o Red Bull Bragantino está marcada para às 16h, mas horas antes os bares e restaurantes próximos ao Mineirão já estavam lotados, o trânsito bastante carregado e os ambulantes faturando alto com a boa fase do clube alvinegro. O atleticano que caminhava em direção ao estádio encontrava uma grande variedade de produtos no comércio informal, com destaque para o Hulkinho.

Um boneco verde, com a camisa do Atlético, em alusão ao super-herói que deu origem ao apelido do grande destaque do time na vitoriosa campanha no Brasileirão. Cada Hulkinho é vendido por R$ 70, mas quem pechincha consegue levar até por R$ 50. "Está estourado", disse o vendedor Pedro Souza, de 30 anos, ao UOL Esporte. "O Hulkinho está saindo muito mais do que o cavalinho", completou o vendedor.

Ambulantes faturam alto com a empolgação da torcida do Atlético-MG após a conquista do Brasileiro - Victor Martins/UOL Esporte - Victor Martins/UOL Esporte
Ambulantes faturam alto com a empolgação da torcida do Atlético-MG após a conquista do Brasileiro
Imagem: Victor Martins/UOL Esporte

O cavalinho citado por ele é uma réplica dos cavalinhos utilizados pelo Fantástico, da Globo, para mostrar a pontuação dos times a cada domingo. Assim como o Hulkinho, cada cavalinho custar R$ 70. Mas não é só de pelúcias que os vendedores ambulantes aproveitam para fazerem um dinheiro extra neste final de ano.

Embora os bonecos sejam o sucesso entre as crianças, a grande campeã de vendas é a faixa de bicampeão brasileiro. Cada unidade custa R$ 10, mas também é possível pagar menos depois de uma boa conversa. Bonés, bandeiras, máscaras e cachecóis completam a lista de produtos oferecidos aos torcedores, que estão eufóricos e comprando de tudo.

Futebol