PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro: Desgaste de Rogério compromete a permanência no São Paulo para 2022

Do UOL, em São Paulo

04/12/2021 04h00

O São Paulo foi derrotado por 3 a 0 pelo Grêmio na última quinta-feira (2) e o técnico Rogério Ceni foi muito criticado por atribuir responsabilidade aos atletas, mas não assumir seus erros na condução do time. O Tricolor continua sob ameaça de rebaixamento, ainda que com chances pequenas de queda.

No podcast Posse de Bola #183, Mauro Cezar Pereira afirma que o desgaste com os jogadores é um fator que pode comprometer a permanência do treinador para a próxima temporada e que parece faltar orientação a Rogério Ceni de como se comunicar melhor.

"Ele foi campeão brasileiro, ele arrumou o time do Flamengo no meio do campeonato, ele tem capacidade para ser um bom técnico e tem momentos de bom técnico. Isso não significa que todas as vezes em que ele trabalhar em um clube vai ser maravilhoso e de fato esses últimos jogos, e contra o Grêmio em especial, foi um desastre absoluto, pela maneira como ele montou o time e realmente a [gestão] coletiva é um desastre total", diz Mauro.

"Eu acho que passa da hora de o Rogério contratar um profissional que o oriente sobre como se comunicar. Um profissional até de fora do futebol, de repente, alguém que possa doutriná-lo realmente para ele se comunicar melhor porque ele se complica bastante, é o chamado sincericídio total e realmente uma dificuldade crônica de admitir seus erros", completa.

O jornalista afirma que a derrota para o Grêmio teve erros cruciais cometidos pelo treinador e já começa a ter dúvidas sobre o que o clube fará ao final da temporada, sobre manter ou não Ceni no comando para 2022.

"Eu acho até que esse desgaste do Rogério —é só um palpite, não uma informação— compromete, inclusive, a permanência no clube para o ano que vem. Eu acho que pode ficar realmente comprometida porque quando ele foi contratado, até eu achei que ele fez certo em aceitar porque foi meio que uma comunicação. Ele é o cara do São Paulo, é o grande ídolo do São Paulo, aí o São Paulo precisa dele, vai lá ajudar. Só que o desgaste é muito grande", diz Mauro.

"Não sei se vai ter clima para ele seguir no ano que vem. O São Paulo vai ter que zerar a pedra para o ano que vem e tentar começar com o que é possível e vai precisar de muita união, muita coesão. Esse tipo de postura já começa a afastar o técnico dos jogadores, já começa a tornar as coisas mais difíceis. Pode ficar um clima quase que insustentável. É bem complicado", completa.

Mauro afirma que Ceni tem potencial como treinador, mas precisa melhorar diversos aspectos, como admitir erros cometidos e lidar melhor com o grupo de jogadores, em especial na forma de se comunicar.

"Especialmente o [diretor de futebol Carlos] Belmonte, que é mais próximo, é o diretor de futebol, e o Muricy [Ramalho, coordenador] também, claro, essas pessoas vão ter que medir muito bem a que ponto está deteriorada essa relação, se é que está, claro, entre os jogadores e o Rogério, porque dá toda pinta. Quando acontece isso e essa coisa de o time jogar mal e o técnico não admitir suas falhas, seus equívocos, isso tende a piorar e piorar bastante", diz Mauro.

"É uma pena, porque eu acho que o Rogério tem potencial para ser um bom técnico. Acho que o Flamengo ganharia pelo menos um título se ele continuasse, apesar de toda a crise interna, porque pelo menos teria um técnico, o que deixou de ter ao contratar o Renato, mas ele está realmente se complicando, metendo os pés pelas mãos", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol