PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Arnaldo: Galo campeão brasileiro é mais sólido que o da Libertadores-2013

Do UOL, em São Paulo

04/12/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Atlético-MG conquistou o segundo título brasileiro de sua história oito anos depois de ter vencido a Libertadores, ambos sob o comando do técnico Cuca, mas com diferentes protagonistas dentro de campo. Em 2013 era Ronaldinho Gaúcho o principal talento dentro de campo, enquanto na edição que encerrou a espera de 50 anos no Brasileirão o destaque é Hulk, artilheiro da competição.

No podcast Posse de Bola #183, Arnaldo Ribeiro afirma que o título brasileiro teve mais a marca de Hulk do que a Libertadores teve de Ronaldinho, citando a participação decisiva do goleiro Victor, que virou o "São Victor" para os torcedores do Galo, além de considerar o time atual melhor e mais consistente.

"Se fosse no par ou ímpar, para o meu time, para escolher, eu só escolheria o Ronaldinho Gaúcho em dois anos da vida, no resto, eu escolheria o Hulk. Acho curioso porque, evidentemente, a categoria de um não se compara com a do outro. Porém, eu acho que o título desse ano tem mais a marca do Hulk do que aquele teve do Ronaldinho na Libertadores, teve mais a marca do Victor do que propriamente a do Ronaldinho", diz Arnaldo.

"Esse time é muito melhor, o trabalho é muito melhor, muito mais consistente, muito mais sólido, muito mais difícil de ser batido. Mesmo no mata-mata que ele perdeu, a Libertadores, ele também venceu nos pênaltis com o Boca naquela disputa maluca, mas acho que o campeonato foi muito mais. Aquele Galo praticamente não ganhava nenhuma partida fora, em casa era no Independência, só a final que foi no Mineirão, e era cada jogo um suplício, eram fortes emoções", completa.

Outro fator que Arnaldo coloca como um peso a favor do time atual do Atlético-MG é a duração, já que o de 2013 durou parte da temporada, em uma competição com menos jogos e atuações nem sempre sólidas como as de 2021.

"Esse time é muito mais sólido, acho que não tem nem comparação. Acho que é um time de uma temporada toda, aquele foi um time de um período da temporada que não se sustentou. Acho que se fosse no par ou ímpar, o Ronaldinho Gaúcho só ganharia do Hulk em dois anos da carreira dele, isso porque o Ronaldinho não quis, o Hulk até hoje está querendo", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol