PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras seguirá com Anderson Barros em 2022 e está otimista por Abel

Anderson Barros, diretor campeão da Libertadores, tem contrato até dezembro, mas encaminhou renovação com Palmeiras - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Anderson Barros, diretor campeão da Libertadores, tem contrato até dezembro, mas encaminhou renovação com Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Diego Iwata

Do UOL, em São Paulo

03/12/2021 19h58

Após a conquista da Libertadores, o Palmeiras já deu início ao planejamento para a próxima temporada. E um importante nome seguirá no clube em 2022: Anderson Barros, diretor de futebol, encaminhou permanência na próxima temporada. Além disso, o Alviverde também está muito confiante de que conseguirá a renovação com o técnico Abel Ferreira.

O dirigente bicampeão da América está em fim de contrato e tinha futuro incerto, mas a nova presidente Leila Pereira, que assume oficialmente no dia 15, já se decidiu pela manutenção do trabalho. A informação foi publicada pela TNT Sports e confirmada pelo UOL Esporte.

Abel Ferreira, por sua vez, se mostrou cansado do calendário brasileiro, o que seria o fator que dificultaria a renovação. O esgotamento é tanto que ele tirou uma folga após ser campeão da Libertadores. No entanto, segundo apuração da reportagem, o português tem vontade de ficar e há otimismo por parte da diretoria para o acerto.

Antes o Palmeiras já havia definido as situações de outros jogadores importantes. Os meio-campistas Raphael Veiga e Zé Rafael e os atacantes Rony e Willian tiveram seus contratos prorrogados. Felipe Melo, por sua vez, tem vínculo até o fim do mês e situação ainda indefinida.

Mais para frente, mais importantes decisões a serem tomadas. Autor do gol do título, Deyverson tem contrato terminando em junho de 2022 e ficará livre para assinar pré-contrato a partir de janeiro.

Já Marcos Rocha, Victor Luis, Gustavo Scarpa e Willian tem em 2022 a última temporada de vínculo com o Palmeiras. O apoiador teve grande destaque durante o Brasileiro. O atacante, por sua vez, foi pouco utilizado e sua saída não está descartada já que interessa a alguns clubes do Brasil.

Palmeiras