PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Trajano: Próximo técnico do Flamengo terá a missão de renovar o elenco

Do UOL, em São Paulo

01/12/2021 13h32

O Flamengo ainda busca um novo treinador após a saída de Renato Gaúcho e, na avaliação de José Trajano, o próximo comandante do time rubro-negro terá como missão renovar o elenco, considerando que o atual conta com jogadores de qualidade, mas que não conseguem mais render como antes.

No UOL News Esporte, Trajano cita como exemplos de jogadores que não estão no mesmo nível de 2019 o lateral Filipe Luís, o goleiro Diego Alves e o meio-campista Everton Ribeiro. Outro jogador que não é aprovado pelo jornalista é o lateral chileno Mauricio Isla, que disputa vaga com o jovem Matheuzinho.

"Todo elenco precisa de uma renovação. Por exemplo, o Filipe Luís não é um bom jogador? Excelente jogador, mas eu tenho a sensação que já deu. Se machuca muito, não consegue ter uma regularidade em jogos. O goleiro Diego, a mesma coisa. O Everton Ribeiro não é mais aquele Everton Ribeiro de 2019, apesar que o Tite acha", diz Trajano.

"O Flamengo tem garotada ainda para subir, tem reservas para colocar no time. O Isla eu acho que não é um jogador para o Flamengo, a torcida também não gosta muito dele, toda hora os jogadores precisam apoiar o Isla e mostrar para a torcida para dar força para ele", completa.

Trajano afirma que não apenas os jogadores acima dos 30 anos, mas também outros que apresentam problemas físicos, como é o caso do zagueiro Rodrigo Caio, de 28 anos.

"O Flamengo tem dinheiro, o Flamengo se livrou do Rafinha, não foi uma boa? Olha o que o Rafinha está fazendo no Grêmio, pensa bem. Então é necessário que algumas peças sejam trocadas. Agora, tem gente nova que também tem um problema físico atrás do outro, que é o caso do Rodrigo Caio, o Rodrigo Caio é impressionante como ele frequenta o departamento médico, isso desde a época do São Paulo", diz Trajano.

"Precisa renovar. Agora, antes de qualquer coisa, definir quem será o técnico. Se for o Gallardo, ele tem 11 pessoas na comissão técnica dele, tem um time de futebol, 11 caras viriam com ele. Então ele e mais os 11 deles têm que decidir isso, certamente viriam uns três ou quatro argentinos, como tem o São Paulo, sem dúvida alguma", conclui.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol