PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio tenta sacudir vestiário com dispensas às vésperas de "decisão"

Jogadores do Grêmio em reunião com Vagner Mancini e nova diretoria - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Jogadores do Grêmio em reunião com Vagner Mancini e nova diretoria Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Do UOL, em Porto Alegre

30/11/2021 04h00

Classificação e Jogos

A dispensa de Jean Pyerre, Paulo Miranda e outros cinco jogadores marcou a segunda-feira (29) do Grêmio. O clube gaúcho afastou os atletas com a ideia de sacudir o vestiário às vésperas do jogo com o São Paulo, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo em Porto Alegre tem status de última chamada. Ou seja, em caso de tropeço a queda para a Série B pode se tornar matemática. Irreversível. Hoje, a queda é considerada iminente.

Grêmio e São Paulo jogam na quinta-feira (2), na Arena do Grêmio. Depois, o time gaúcho visita o Corinthians e encerra o Brasileirão diante do Atlético-MG, em Porto Alegre.

"O momento que nós encontramos foi esse. Faltam 10 dias? Faltam, mas são 10 dias decisivos. Precisamos trabalhar com menos gente, mais concentrados e focados daqui até o último jogo", argumentou Denis Abrahão, vice de futebol do Grêmio.

Léo Gomes, Paulo Miranda, Guilherme Guedes, Léo Pereira, Luiz Fernando, Everton Cardoso, Jean Pyerre foram liberados dos treinos. A decisão gerou controvérsia nas redes sociais por envolver atletas que não vinham jogando com frequência. Apenas Jean Pyerre atuou alguns minutos contra o Bahia, em Salvador, na sexta-feira (26).

"É menos gente para trabalhar, menos gente para o treinador se envolver. Mais foco em quem tem condições de jogar. Alguns estavam lesionados, fora dos planos. Os demais não tinham? Não estavam a fim, gente", resumiu Abrahão, em tom de desabafo.

Nos corredores do CT, a medida também é tratada como um sinal para quem ficou. Vinte e cinco jogadores iniciam hoje (30) uma concentração antecipada. A reclusão em hotel de Porto Alegre, um dia depois da saída de sete jogadores, ganhou status de sacudida no vestiário. O plano foi arquitetado depois de decepção com a atitude do time em Salvador.

O Grêmio tem 36 pontos e ocupa o 18º lugar na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O clube está no Z4 desde a segunda rodada e nunca deixou o fim da tabela.

Futebol