PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

'Vamos tentar conquistar o bicampeonato', diz Breno Lopes sobre Mundial

Breno Lopes vibra após fazer o segundo gol do Palmeiras no clássico contra o Santos, no Allianz Parque, Brasileirão 2021 - Marcello Zambrana/Marcello Zambrana/AGIF
Breno Lopes vibra após fazer o segundo gol do Palmeiras no clássico contra o Santos, no Allianz Parque, Brasileirão 2021 Imagem: Marcello Zambrana/Marcello Zambrana/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

29/11/2021 21h48

O atacante Breno Lopes, do Palmeiras, participou hoje do programa Baita Amigos e comentou sobre a possibilidade de jogar o Mundial de Clubes, já que na última edição ele não pôde ser inscrito:

"Eu fiquei chateado de não poder jogar o Mundial (em 2020), minha irmã que me disse, eu não sabia, depois o clube me avisou. Espero poder jogar essa competição, são poucos jogadores que tem essa chance e eu vou poder disputar de novo, espero poder jogar e ganhar.", disse Breno Lopes.

Breno Lopes não foi inscrito na final do Mundial porque foi contratado após o período de inscrições para o Mundial ser encerrado e, com isso, o herói da Libertadores de 2020 do Palmeiras não jogou a competição, mesmo assim, o atacante comentou sobre o último Mundial e projetou fazer uma edição melhor no Mundial de 2022:

"A gente, quando foi pro Mundial logo depois da final (da Libertadores), tava na emoção de conquistar a Libertadores, não teve tempo de relaxar, comemorar, ficar tranquilo, dessa vez, a gente espera ter esse tempo de descansar, se preparar e conquistar esse título, que também virou obsessão, vamos tentar conquistar o bicampeonato, Palmeiras tem um e vamos tentar o segundo.", completou Breno Lopes.

Breno Lopes enalteceu a história do Palmeiras ao lembrar a conquista da Copa Rio de 1951, que é considerado como o Mundial da época pelo clube e por historiadores. Vale lembrar que o Palmeiras conquistou a Libertadores da temporada passada em 30 de janeiro de 2020 e, já no dia 7 de fevereiro, estava disputando o Mundial no Catar. Além disso, ainda tinha uma final da Copa do Brasil contra o Grêmio por fazer exatamente um mês depois, em 7 de março.

O centroavante alviverde ainda relembrou a trajetória dele até a chegada ao Palmeiras:

"Eu fui muito bem no Juventude, né? Graças a Deus consegui dois acessos, tive algumas propostas quando estava lá, tinha um pré-contrato com um time do Japão, mas larguei tudo, não podia deixar passar a chance de jogar em um gigante como o Palmeiras e, ainda bem, vem dando tudo certo.", contou.

Breno Lopes, que foi o herói improvável da final da Libertadores de 2020, também falou sobre o gol na edição passada e o novo herói improvável de 2021, Deyverson.

"Pra mim foi especial fazer o gol na final lá, meus pais estavam lá. Eu consegui realizar meu sonho de virar atleta profissional e, no gol, fui tentar abraçar eles, mas não consegui, fiquei muito feliz ainda mais por ser pelo Palmeiras, um time gigante. Sobre o Deyverson, ele é um cara muito legal, tem uma história de vida muito boa, sempre muito alegre e positivo, ele merecia demais.", explicou o centroavante.

Breno Lopes ainda elogiou muito o técnico Abel Ferreira, principalmente a "estrela" que o técnico tem, a leitura de jogo e, claro, a qualidade nas substituições.

Palmeiras