PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Imprensa portuguesa já fala em adeus de Abel do Palmeiras após título

Técnico Abel Ferreira durante reconhecimento de gramado do Palmeiras no Estádio Centenário - Divulgação/Conmebol
Técnico Abel Ferreira durante reconhecimento de gramado do Palmeiras no Estádio Centenário Imagem: Divulgação/Conmebol

Bruno Fernandes

Colaboração para o UOL, em Maceió

27/11/2021 23h23

O tom de despedida demonstrado pelo técnico português Abel Ferreira, do Palmeiras, após a conquista da Libertadores ao derrotar o Flamengo por 2 a 1 na tarde de hoje (27) não tem chamado a atenção apenas da imprensa e dos torcedores palmeirenses no Brasil, mas também de sites de notícias em seu país natal que já reagem a um possível adeus.

Sites portugueses especializados em esportes como o Público e o A Bola também repercutiram o tom do técnico palmeirense durante a coletiva à imprensa após a partida de mais cedo no que foi caracterizado pelos veículos como um "um discurso já em jeito de despedida".

"No momento da festa, Abel deixa futuro em aberto", escreveu o português Público.pt em sua manchete. "Abel Ferreira, que se sagrou neste sábado campeão sul-americano de clubes, deixou em aberto o futuro no Palmeiras, mesmo tendo conquistado o "bi" no clube brasileiro", destacou em seu texto.

O A Bola escreveu "Naturalmente feliz, mas com um discurso já em jeito de despedida do Palmeiras", analisando sua inesperada reação à segunda conquista consecutiva da Taça Libertadores.

"Estou tranquilo, em paz comigo, com a sensação de dever cumprido. A forma como se joga no Brasil é muito intensa e não dá saúde a ninguém. Vou ter de refletir muito o que quero para mim para o presente e para o futuro", afirmou o técnico após a conquista do título palmeirense e que tem causado toda a expectativa pelo seu futuro no Porco.

Apesar do tom, o próprio Abel disse que o Palmeiras já sinalizou que deseja uma extensão de contrato, mas que ele vai precisar sentar para ter uma conversa decisiva com os seus familiares. O vitorioso também prometeu que irá publicar um livro contando suas histórias.

"O calendário é insano, desumano. O clube já demonstrou sua vontade, mas eu tenho de fazer uma reflexão com a minha família", comentou o técnico.

Palmeiras