PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Grêmio marca reunião e quer ouvir de jogadores o motivo para apatia do time

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

27/11/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Grêmio procura respostas para a apatia do elenco em um momento tão importante. Depois de um forte trabalho de mobilização antes do jogo contra o Bahia, o que se viu em campo foi desconcentração e queda em todos os aspectos, tanto emocionais quanto táticos e técnicos. Por isso, a direção já tem reunião marcada com a comissão técnica e os jogadores para ouvir do grupo o que está acontecendo.

"Este é o grande questionamento. Nós fizemos de tudo. Não vamos culpar ninguém, mas buscar a razão pela qual os erros aconteceram. Vamos buscar as respostas que precisamos. Vamos tentar um novo processo de mobilização na segunda-feira, numa reunião com os jogadores e a comissão técnica. Vamos querer saber os motivos dessa apatia, digamos assim", afirmou o vice de futebol gremista, Denis Abrahão.

De fato, o Tricolor pecou pela falta de atenção no início do jogo. Em 20 minutos, cometeu duas falhas importantes e sofreu dois gols. Ainda que tenha feito um na etapa final, acabou perdendo um confronto direto na disputa contra o rebaixamento.

"Não sei o que aconteceu, se foi falta de comprometimento, não sei. Vamos analisar na segunda, item por item. Quero pedir a opinião de cada um dos jogadores. Vou ouvir cada um deles para poder trabalhar. Temos que saber os motivos para isso. O que está acontecendo? Nós (direção) não medimos esforços. Tudo o que foi pedido foi feito. Dedicação exclusiva, viemos dois dias antes, hotel maravilhoso, poltronas maravilhosas, tudo à disposição, reuniões, treinamentos, análise do adversário, jogadas ensaiadas. E começamos o jogo numa apatia geral. Este não é o Grêmio que queremos", continuou o dirigente.

Segundo ele, antes da partida já houve espaço para que os jogadores colocassem suas opiniões sobre o momento do time. Além de um trabalho de motivação orquestrado em parceria entre os departamentos de futebol e marketing do clube. Nada disso, porém, surtiu o efeito desejado.

"Foram reuniões individuais e coletivas, um trabalho de motivação, de mobilização, de aglutinação. Todos os profissionais do clube vieram a serviço do jogo de hoje. Mas não fomos felizes. O que mais podemos fazer? Não sei. Estamos fazendo tudo", acrescentou.

Porém, a direção gremista não desistiu. Com três jogos por fazer, o plano é retomar rapidamente e buscar 100% de aproveitamento para sonhar em evitar a Série B. Ainda que a realidade seja dura e a queda possa acontecer já na próxima quinta-feira, contra o São Paulo, dependendo de resultados paralelos.

Grêmio