PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cruzeiro aposta em quem fez sucesso no passado na busca por futuro melhor

Willian foi duas vezes campeão brasileiro com o Cruzeiro, em 2013 e 2014 - Washington Alves/VIPCOMM
Willian foi duas vezes campeão brasileiro com o Cruzeiro, em 2013 e 2014 Imagem: Washington Alves/VIPCOMM

Victor Martins

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte (MG)

27/11/2021 04h00

A temporada 2021 do Cruzeiro não terminou como a torcida esperava. Mais uma vez o clube fracassou em campo e vai disputar a Série B do Campeonato Brasileiro, pela terceira vez consecutiva. Mas nem por isso o cruzeirense não está confiante para 2022. Pelo contrário. Desde o rebaixamento, em 2019, é a primeira vez que o torcedor estrelado se mostra animado para a temporada seguinte.

Essa confiança tem ligação com experiências anteriores do clube. Para voltar à Série A do Brasileirão, o Cruzeiro recorre ao passado, a personagens que já estão na história celeste. É o caso do técnico Vanderlei Luxemburgo, que chegou durante a Série B, mas não foi capaz de colocar o time na briga pelo acesso. Por outro lado, o treinador classificou o trabalho como ótimo, já que evitou um novo rebaixamento.

"O meu trabalho foi ótimo. Evitamos a queda para a Série C. O Cruzeiro seria rebaixado", disse Luxemburgo em entrevista ao programa Donos da Bola, da Band Minas. Quando retornou à Toca da Raposa, Luxa encontrou um time dentro da zona do rebaixamento e sem receber salários. Agora, de contrato renovado, o técnico promete o acesso.

"O Cruzeiro é um grande clube e é um prazer muito grande estar aqui, tentando levar e vou levar o Cruzeiro para a primeira divisão", disse Luxa, que em 2003 ganhou a Tríplice Coroa pela Raposa: o Campeonato Mineiro, a Copa do Brasil e o Brasileirão.

Vanderlei Luxemburgo não vai estar sozinho nessa missão. Além da permanência do treinador, o Cruzeiro também confirmou a contratação do zagueiro Maicon, que ficou marcado pela passagem pelo São Paulo entre 2016 e 2017. Revelado pela Raposa, ele pouco jogou na equipe profissional. Mas na base celeste, o defensor conquistou a Copa São Paulo de 2007.

De acordo com Pedro Lourenço, patrocinador do Cruzeiro, o clube também está perto de fechar com o zagueiro Manoel e com o atacante Willian Bigode. Mais dois velhos conhecidos da torcida cruzeirense. O defensor foi o grande nome da Raposa na Série B de 2020, mas saiu depois de ficar sem vínculo e acertar com o Fluminense. Manoel carrega no currículo as conquistas do Brasileiro de 2014 e das Copas do Brasil de 2017 e 2018.

Já a relação de Willian é ainda mais especial com os cruzeirenses. Foram quatro anos na Toca da Raposa, entre 2013 e 2016, num período em que o clube venceu o Brasileirão por duas oportunidades. Bigode, como ficou conhecido, teve papel de destaque nos títulos de 2013 e 2014. Ao todo foram 40 gols anotados, em 185 partidas. Desde que deixou o Cruzeiro, em janeiro de 2017 e seguiu para o Palmeiras, o retorno de Willian sempre esteve entre os pedidos dos cruzeirenses.

Futebol