PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Juca: Torcedor do Flamengo não pode mesmo aceitar a postura do Renato

Do UOL, em São Paulo

26/11/2021 14h30

O torcedor do Flamengo não ficou nada satisfeito com o empate do time diante do Grêmio em Porto Alegre na última terça-eira (23), quando conseguiu abrir 2 a 0 mesmo com os reservas em campo, mas permitiu a reação do adversário com um a mais, além da reação do técnico Renato Gaúcho nos gols, outro fator que levantou até sugestões de entrega do jogo para o clube no qual é ídolo.

No podcast Posse de Bola #181, Juca Kfouri afirma que a postura do treinador na partida foi inadmissível e que o torcedor tem razão em estar na bronca com ele, ainda que ninguém possa falar que ele tenha resolvido facilitar para o Grêmio.

"O que aconteceu lá em Porto Alegre eu acho inadmissível sob todos os aspectos, acho que um profissional não pode fazer aquilo que o Renato Portaluppi fez, ele tinha que, no mínimo, parecer mais Flamengo do que ele pareceu Grêmio. Eu até entendo que intimamente ele não tivesse festejado os gols do Vitinho, mas deveria ter externado a felicidade dele porque foi gol do time, do clube que lhe paga", diz Juca.

"Tirar o Vitinho depois de fazer dois gols, mudar a zaga que estava com uma atuação perfeita, tomar o empate de um time que luta para não cair com dez jogadores, é inadmissível. Eu não tenho nenhum argumento, nenhum elemento para dizer que ele entregou o jogo, que ele fez deliberadamente, que ele enfraqueceu o Flamengo para o Grêmio poder reagir, mas não tenho dúvidas de que ele foi dormir mais feliz do que ele dormiria com a vitória do Flamengo", completa.

Para o jornalista, apenas a reação do técnico é o suficiente para que nem mesmo um título de Libertadores diante do Palmeiras sirva para que o torcedor possa relevar e fazer as pazes com Renato Gaúcho.

"Isso por si só, independentemente de dele vir a ser campeão da Libertadores de novo ou não, revela uma postura que o torcedor não pode mesmo aceitar, não pode mesmo aceitar, foi inadmissível, foi das coisas mais tristes, mais patéticas que eu vi um treinador de futebol fazer. A gente está cansado de ver o jogador não comemorar gol contra o ex-time e tudo o mais, mas aquilo que ele fez, a cara dele nos gols do Vitinho, pelo amor de Deus, as trocas que fez ao final do jogo, aquilo não há o que justifique", diz Juca.

"Ficou muito bem com a torcida do Grêmio, então, se é isso o que ele quer, quem sabe ele possa voltar ao Grêmio para tirar o Grêmio da Série B no ano que vem porque no Flamengo eu se sou torcedor do Flamengo quero vê-lo pelas costas. Realmente fiquei indignado", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol