PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fora desde julho, Matheus Barbosa termina ano como artilheiro do Cruzeiro

Matheus Barbosa comemora gol do Cruzeiro contra o Vasco pela Série B - Alessandra Torres/AGIF
Matheus Barbosa comemora gol do Cruzeiro contra o Vasco pela Série B Imagem: Alessandra Torres/AGIF

Lohanna Lima

Colaboração para o Uol, em Belo Horizonte, MG

26/11/2021 04h00

A temporada de 2021 chegou ao fim para o Cruzeiro com um dado curioso em relação ao ataque do time celeste. Fora da equipe desde julho, o volante Matheus Barbosa terminou como artilheiro da equipe no ano, o que diz muito sobre como o setor ofensivo da Raposa foi problemático.

Matheus Barbosa marcou sete gols - um a mais que Marcelo Moreno que vem na sequência da lista. O volante estava emprestado ao Cruzeiro pelo Avaí e acionou a cláusula que previa liberação imediata em caso de proposta de clubes da Série A. Assim, ele se transferiu para o Atlético-GO, mas seguiu sem ter a marca batida por nenhum ex-colega de equipe.

Os números deixados por Matheus escancaram um ponto determinante que explica o Cruzeiro estar pelo terceiro ano seguido na Série B: seus principais jogadores de ataque não renderam o esperado e os demais contratados não despontaram como se imaginava.

Em 2020, Rafael Sobis chegou na reta final da Série B, chamou a responsabilidade e terminou o ano como ao artilheiro da equipe com seis gols. Em contrapartida, Marcelo Moreno, que foi o principal nome para o ano passado, fechou o ano com apenas três gols e muitas críticas por parte da torcida.

Esperava-se então que Sobis pudesse ser ainda mais importante em 2021, justamente por começar no time desde o início da temporada. Porém, na atual temporada, Sobis e Moreno inverteram os papéis em relação ao ano passado: o brasileiro empilhou atuações ruins e marcou apenas três gols, enquanto o boliviano teve uma pequena ascensão após a Copa América e terminou o ano com seis gols anotados.

Futebol