PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2021/2022

Quem é a cria do Mazembe que encara o Real e desafia artilheiros da Liga

Adama Traoré jogador do Sheriff, jogou com Kidiaba no Mazembe, algoz do Inter em 2010 - Reprodução/Instagram
Adama Traoré jogador do Sheriff, jogou com Kidiaba no Mazembe, algoz do Inter em 2010 Imagem: Reprodução/Instagram

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

24/11/2021 04h00

Classificação e Jogos

Entre todas as campanhas da Liga dos Campeões, não há dúvida que a mais surpreendente até agora é a do Sheriff, da Moldávia. O desconhecido clube da cidade de Tiraspol soma seis pontos e ocupa o terceiro lugar no grupo D da competição. E muito se deve aos gols de um artilheiro nascido em Mali e que se tornou profissional atuando pelo Mazembe, aquele velho conhecido do nosso Internacional.

Adama Traoré, de 26 anos, conhecido também pelo apelido de "Malouda", é o goleador que embala o Sheriff. Nascido em Bamako, no Mali, ele iniciou trajetória no futebol atuando em sua cidade. Mas jamais jogou profissionalmente até se transferir para o Mazembe, da República Democrática do Congo.

Foi no algoz do Inter no Mundial de 2010 que Traoré deu os primeiros chutes profissionalmente. Ele chegou a ser colega do folclórico goleiro Muteba Kidiaba, que ficou famoso ao comemorar suas defesas de uma forma peculiar, saltitando sentado no gramado. A "dancinha" de Kidiaba foi utilizada muitas vezes para lembrar a vitória dos africanos sobre o Inter no Mundial de Clubes.

Adama Traoré jogador do Sheriff - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

O atacante de velocidade teve sucesso no futebol congolês. Chegou a disputar o Mundial de Clubes de 2015, em que sua equipe acabou eliminada prematuramente e se consolidou como peça valiosa do time. Em 2018, acabou transferido para o Metz, da França.

Na Europa, porém, o caminho não foi fácil. Ele acabou emprestado ao Orléans, também da França, e depois ao Al-Adalah, da Arábia Saudita, até chegar ao Sheriff, na temporada 2019/2020.

Na Moldávia, os gols voltaram a acontecer, e como nunca na carreira. Foram nove em 15 partidas na temporada inicial, seis em 15 jogos na segunda e, até agora, seis gols em 12 partidas, todos pela Liga dos Campeões.

E não foram feitos simples. Traoré balançou as redes duas vezes contra o Teuta, da Albânia, e mais duas contra o Dínamo Zagreb, da Croácia, na fase preliminar do torneio. Na fase de grupos, marcou um dos gols da vitória sobre o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e também compareceu no placar contra a Inter de Milão.

Considerando a etapa preliminar e a fase de grupos, Traoré tem seis gols, ficando atrás somente de Lewandowski, do Bayern de Munique, e Haller, do Ajax, na artilharia da competição. Tem o mesmo número de gols de Cristiano Ronaldo.

Hoje (24), o Sheriff revê o Real Madrid, clube que já surpreendeu ao vencer por 2 a 1 no Santiago Bernabéu. Dessa vez a partida será na Moldávia, às 17h (de Brasília).