PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Inter busca resposta para oscilação e falta de foco no fim do Brasileiro

Diego Aguirre busca resposta para oscilação do Inter no fim do Brasileiro - CAIO ROCHA/ESTADÃO CONTEÚDO
Diego Aguirre busca resposta para oscilação do Inter no fim do Brasileiro Imagem: CAIO ROCHA/ESTADÃO CONTEÚDO

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

18/11/2021 04h00

O Internacional é um time em busca de respostas. Por que a equipe parece perder o foco exatamente quando o Brasileirão se aproxima do fim? Como um time que atua bem no Beira-Rio perde tanto rendimento distante de casa? Tais pontos de interrogação estão postos sobre a mesa de Diego Aguirre nos últimos cinco compromissos de 2021.

Contra o Cuiabá, ontem (17), a equipe novamente oscilou. Mesmo chegando após uma boa vitória diante do Athletico Paranaense, não manteve o nível de atuação e foi batido na Arena Pantanal.

"Parece que somos um time em casa e outro quando jogamos fora", disse Aguirre. "Temos uma boa semana, após um bom jogo, pensamos que as coisas vão acontecer, e acontecem diferente", completou.

Os números confirmam a análise do treinador. O Inter não perde em Porto Alegre desde julho e ganhou sete dos últimos 10 jogos em que foi mandante. Mas, distante de seus domínios, perdeu cinco dos últimos seis jogos e não vence há mais de dois meses.

Para o comando técnico, a falta de foco nas partidas decisivas está atrapalhando e pode cobrar caro. Mais uma vez, o Inter permaneceu próximo do G6, mas não entrou no grupo garantido na próxima Libertadores. Ainda que aumente o número de vagas e que o posto no torneio continental possa ser atingido com alguma tranquilidade, a vaga direta, que colocaria a equipe já na fase de grupos, é alvo distante.

"Está faltando foco. Fizemos jogos muito bons algumas vezes, mas não conseguimos manter. Não podemos ser tão irregulares. Falta foco, mentalidade. Parece que o Beira-Rio nos dá força, intensidade, mas temos que jogar da mesma forma em casa e fora", comentou.

De olho em elevar a concentração do grupo em momentos decisivos, o Colorado analisa investir em jogadores experientes para a próxima temporada. Ainda assim, Aguirre lembra que há peças com vivência suficiente no elenco.

"Não penso necessariamente em experiência. Pode ser uma qualidade, mas temos jogadores experientes no grupo. Edenilson, Dourado, Cuesta, Mercado, Lindoso são jogadores experientes. Falta 20 dias para acabar o campeonato, temos que focar no próximo jogo, precisamos ganhar e atingir o objetivo de classificação, e só depois pensar no próximo ano", finalizou.

Internacional