PUBLICIDADE
Topo

Eliminatórias Europeias

Holanda vence Noruega e garante a última vaga direta para a Copa de 2022

Depay ficou devendo, assim como todo o time, mas deixou o seu golzinho no final da partida - REUTERS
Depay ficou devendo, assim como todo o time, mas deixou o seu golzinho no final da partida Imagem: REUTERS

Do UOL, em São Paulo

16/11/2021 18h42

Classificação e Jogos

A Holanda pegou a última vaga direta das Eliminatórias na Europa e está garantida na Copa do Mundo do Qatar, em 2022. A classificação veio em uma vitória por 2 a 0 contra a Noruega, em Roterdã. Os gols da partida foram marcados por Bergwijn e Memphis Depay, o que pouco refletiu o cenário da partida. Durante praticamente 80 minutos, prevaleceu um jogo bastante melancólico por parte dos anfitriões e também da Noruega, que começou a partida dependendo apenas das suas próprias forças para disputar pelo menos a repescagem.

Com o resultado, a Holanda ficou em primeiro no Grupo G, com 23 pontos, e pega a vaga direta para a Copa. No outro jogo decisivo da chave, a Turquia virou contra Montenegro (2 a 1) e ficou com o segundo lugar que dá direito a disputar a repescagem. A Noruega, que começou a rodada brigando pela repescagem, termina em terceiro e não tem mais chance de disputar o Mundial do ano que vem.

Depay marca em 75º jogo

Artilheiro das Eliminatórias, agora com 12 gols em 10 jogos, Memphis realizou sua 75ª partida pela seleção. Em campo, o craque do Barça foi bastante acionado, mas ficou devendo, assim como todo o time. Mas nos acréscimos, ele ajudou a puxar o contra-ataque, recebeu de Bergwijn e igualou Harry Kane na artilharia do torneio.

Holanda tem a bola, mas cria pouco e leva pouco perigo

Embora não estivesse com a classificação garantida para a Copa, a Holanda teve as rédeas da partida a todo o momento. Ficando muito com a bola, mas criando pouco, a seleção deixou clara sua proposta de desacelerar a partida, ficar com pelo menos o empate e levar a vaga direta pelo saldo de gols, bastante superior em comparação com a Turquia e Noruega.

Como esperado, Noruega sente muita falta de Haaland

Contra a Letônia, a Noruega chutou 25 vezes, mas só cinco foram ao gol e nenhuma terminou nas redes. A pobreza nas finalizações ficou clara mais uma vez contra a Holanda. Sem Haaland, lesionado, a seleção nem sequer finalizou no primeiro tempo. Ödegaard foi a principal referência no time, que só chegou ao ataque na etapa final, mas seguiu fazendo pouco para vencer o jogo e ir à Copa.

Holanda mata o jogo nos dez minutos finais

Ciente de que o jogo da Turquia afetaria seu destino nas Eliminatórias, a seleção da Noruega atrasou seu retorno do vestiário. Acontece que a Turquia virou contra Montenegro, mas, mesmo assim, permaneceu com uma postura de "tanto faz" por parte da Noruega, que já estava em terceiro lugar àquela altura. Do outro lado, a Holanda também contribuiu muito para um final de jogo de morno para frio. Somente nos últimos dez minutos, o pouco esforço que fez resultou no gol de Bergwijn, que recebeu de Danjuma na entrada da área e fuzilou para o gol. Já nos acréscimos, Memphis puxou o contra-ataque e recebeu de volta de Bergwijn para deixar o seu e fechar a conta: 2 a 0, placar final.

Van Gaal acompanhou das tribunas

Por causa de um acidente que teve ao descer de uma bicicleta, o técnico Louis van Gaal não teve condições de comandar a Holanda e assistiu ao jogo das tribunas. O auxiliar Danny Blind foi o responsável por ficar na beira do gramado.

Arquibancadas vazias

Por causa do aumento dos casos de coronavírus na Holanda, a partida foi realizada sem público no Feyenoord Stadium, em Roterdã.