PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras terá de superar erros de derrota e desfalques diante do São Paulo

Jogadores do Palmeiras lamentam derrota ao final da partida contra o Fluminense  - Thiago Ribeiro/AGIF
Jogadores do Palmeiras lamentam derrota ao final da partida contra o Fluminense Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Colaboração para UOL, em São Paulo

15/11/2021 04h00

Classificação e Jogos

A derrota de virada para o Fluminense na noite de ontem (14) significou para o Palmeiras, além da quebra da sequência de seis vitórias consecutivas, duas preocupações para o clássico ante o São Paulo, na quarta-feira (17): as falhas de marcação no confronto no Maracanã, sobretudo no meio-campo, e os desfalques no Choque-Rei, que podem chegar a cinco nomes.

Ao menos três atletas não estarão na partida contra o Tricolor Paulista no Allianz Parque: Dudu, Felipe Melo e Deyverson, todos suspensos —e por motivos evitáveis. No fim do jogo diante do Flu, o camisa 43 e ídolo palmeirense levou o segundo amarelo após revidar uma falta cometida por Samuel Xavier.

Já o experiente volante, após a marcação de um pênalti para os donos da casa, chutou a bola da marca da cal como forma de protesto e, pendurado, levou o amarelo que o tira do clássico. A penalidade nem sequer foi anotada, pois o lance foi revisado pelo VAR e anulado pelo árbitro Caio Max Augusto Vieira.

Por fim, Deyverson nem entrou em campo no revés por 2 a 1, mas se envolveu em uma confusão após o apito final e foi amarelado. Também pendurado, ele perderá o Choque-Rei.

A lista de ausências pode aumentar para cinco, uma vez que o lateral-esquerdo Joaquín Piquerez e o zagueiro Gustavo Gómez estão à disposição das seleções uruguaia e paraguaia, respectivamente, e terão partidas na noite de terça-feira. Como o clássico será no dia seguinte, ainda não se sabe se eles estarão disponíveis para o confronto na quarta.

Erros de marcação e falta de intensidade no meio custam derrota ao Verdão

Quando, aos 27 minutos de jogo, Dudu acertou um chute perfeito da intermediária, no ângulo, e abriu o placar no Maracanã, o Palmeiras era melhor em campo, e o cenário parecida indicar a sétima vitória seguida do Verdão na Série A. A equipe de Abel Ferreira dominava o jogo pelo meio-campo e anulava os avanços do Tricolor, levando perigo à meta de Marcos Felipe em outras duas oportunidades, com Rony e Gustavo Scarpa.

No entanto, na volta do intervalo, os papéis se inverteram: o time de Marcão voltou com mais intensidade, agressivo na marcação e no ataque, empatou logo aos 23 segundos na etapa final: em falha de marcação de Felipe Melo, o volante Yago Felipe avançou com espaço de sobra pelo meio, finalizou da entrada da área e contou com o desvio em Luan para empatar o jogo.

Claramente desgastado, o setor de meio-campo palmeirense continuou perdendo os duelos e oferecendo espaço para os tricolores, que tiveram ótimas chances para virar com David Braz, em cobrança de falta, Lucca e John Kennedy.

Mas foi mais uma vez com Yago Felipe, em lance parecido com o gol do empate, que o Flu garantiu a vitória. Cazares fez boa jogada pela direita e encontrou o volante, que teve tempo de receber pelo meio, ajeitar e chutar colocado, vencendo Weverton mais uma vez.

Os espaços oferecidos e os erros de marcação foram observados por Abel Ferreira, que apontou dois motivos principais para a substancial queda de rendimento na etapa final, e consequentemente a virada tricolor.

"Nós, na segunda parte, não fomos fortes, sobretudo no meio-campo. Uma parte por falta de frescor físico, outra por falta de foco. O jogo acabou por ser definido com uma bola fora da área, um chute muito bem colocado. Não conseguimos ter a capacidade de impor o nosso jogo [no segundo tempo", avaliou o técnico, que viu dois jogos distintos no primeiro tempo, com vantagem palmeirense, e no segundo, com domínio do Flu.

Outra justificativa do treinador português foi a falta de descanso do elenco do Verdão, que teve um dia a menos de preparo para o jogo que o adversário carioca.

"Um dia a mais de descanso faz uma diferença terrível. As equipes que manejarem melhor o calendário vão ter mais probabilidade de chegar ao fim do campeonato e ganhar o Brasileirão ou ter uma melhor classificação. A única coisa que peço aqui é que seja igual para todos", destacou o comandante.

Em lances parecidos, Yago Felipe marcou os dois gols da vitória do Fluminense ante o Palmeiras - Thiago Ribeiro/Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/Thiago Ribeiro/AGIF
Yago Felipe jogador do Fluminense comemora seu gol durante partida contra o Palmeiras no estadio Maracana pelo campeonato Brasileiro A 2021
Imagem: Thiago Ribeiro/Thiago Ribeiro/AGIF

Se o pouco tempo para recuperação foi determinante para o revés no Rio de Janeiro, o Palmeiras deverá lidar com isso mais uma vez, agora no clássico contra o São Paulo, já que o elenco terá somente dois dias para se preparar para o Choque-Rei, na quarta-feira (17).

Para além dos desfalques e das falhas observadas contra o Flu, os alviverdes ainda terão pela frente um rival que, somente dois pontos à frente do Z4 e com um jogo a mais, precisa urgentemente de três pontos para fugir das últimas posições da tabela de classificação.

O jogo, válido pela 33ª rodada da Série A, ocorre às 20h30 (horário de Brasília), no Allianz Parque. Em terceiro lugar, o Verdão soma 58 pontos. Com 38, o Tricolor Paulista é o 15º colocado. Bahia (16º) e Juventude (17º) estão logo atrás, e têm 36 pontos.

Futebol