PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Aguirre elogia Palacios e abre portas do Inter para a volta de D'Alessandro

13/11/2021 21h59

Classificação e Jogos

Palacios foi um dos destaques do Internacional na vitória, de virada por 2 a 1, sobre o Athletico hoje (13). Atuando pelo meio, o jogador distribuiu as jogadas, criou as chances e fui fundamental na partida do Beira-Rio, pela 32ª rodada do Brasileirão.

Por isso, o chileno foi o nome mais comentado pelo Diego Aguirre na coletiva após o confronto. O comandante destacou o trabalho feito pelo clube que confiou no jogador, mesmo ele viver um período de baixa no Colorado.

"Não fui eu [que recuperei o jogador], fomos todos, foi o clube. Tivemos dificuldades, mas é normal. É primeira vez que ele saí do país e tem as dificuldades normais. O importante é que o Inter teve paciência e trabalhamos muito com ele. A Patrícia, que trabalha na área social do clube, fez um trabalho espetacular com ele. O trabalho do clube está rendendo em campo. Tentamos estar com ele e as coisas foram acontecendo, mas o mérito é dele. Tomara que ele continue assim, resolvendo. Ganhamos uma opção muito boa em um momento que estávamos precisando", disse.

Além de exaltar individualmente o atleta, Aguirre também fez questão de destacar o bom desempenho da equipe no confronto.

"Fizemos um bom jogo e ganhamos merecidamente. Estamos brigando para classificar pela Libertadores e temos que continuar até o final do campeonato tentando o máximo de vitórias possíveis. Fico feliz pelo desempenho do time, para mim jogou muito. Começou perdendo, foi buscar e apresentou muitas coisas boas. O Palacios é uma opção muito boa e fico feliz por ele. Pode jogar pelo meio, pela direita, pela esquerda. Ganhamos uma opção muito importante. Esse é o jogador que o Inter foi buscar no Chile, um atleta de seleção, de bom nível", contou.

Na coletiva, o treinador também foi questionado sobre o possível retorno do meia D'Alessandro. Durante a semana, o argentino declarou que gostaria de encerrar sua carreira com a camisa do Internacional. E, no que depender de Aguirre, ele conseguirá.

"É um símbolo, um ídolo do clube. Tive a sorte de trabalhar com ele e sempre vou querer, ele tem as portas abertas. É um grande jogador e merece finalizar sua carreira com o sonho de jogar aqui. Para mim, isso seria muito bom e, e acontecer, será um prazer ter um jogador da qualidade dele", avaliou.

Confira as outras respostas da coletiva

Entrada de Cadorini no ataque

Foi outra coisa boa que aconteceu hoje. Trabalhamos muito com a base, muitos jogadores treinam com a gente durante a semana. Ele é mais um do grupo e teve a oportunidade de entrar. Um centroavante de área, de personalidade. Então, é muito bom somar jogadores da base, são meninos que podem ajudar e, daqui a pouco, vão virar uma realidade. É mais um motivo de alegria.

Oscilação da equipe no Brasileiro

Jogadores são pessoas, tem sentimento, família, dificuldades de adaptação, mas isso ficou para trás. O rendimento hoje foi bom, igual contra o Grêmio. Às vezes, não conseguimos manter o nível. Somos um time muito emocional, de entrega, aguerrido, de lutar por cada bola. É uma característica de que gosto muito. Faz pouco mais de quatro mais que estamos aqui e é uma questão de tempo, não dá para conseguir as coisas de um dia para o outro. É normal que o time vá para cima, brigar por coisas importantes. Temos que continuar assim, mas é difícil manter o mesmo nível todos os jogos. São 12 jogos sem perder em casa e no começo se falava que não ganhávamos em casa. As coisas agora são outras. Temos que continuar assim para acabar com o ano com nosso objetivo, que é a Libertadores.

Baixas para próxima partida

Yuri vai estar de volta, mas o Taison ainda não, com dores no ombro. Edenilson está convocado, mas não me importa de perdê-lo um jogo para ele ser convocado. É um orgulho para mim tê-lo na Seleção brasileira. A ideia é que ele possa estar em Cuiabá, dependendo se ele irá jogar ou não pelo Brasil. É provável que ele esteja, mas vamos esperar para tomar essa decisão. Perdemos alguns jogadores por cartões amarelos e isso não é bom, mas acontece. Temos que nos preparar, pois será um jogo muito difícil.

Como fica o time com a volta de Taison?

Eu acho que podem atuar juntos perfeitamente, bons jogadores podem jogar juntos. Gostaria de ver Taison junto com Palacios, pois podem fazer coisas boas. Vamos ver jogo a jogo, como falei, o importante é que Palacios está mostrando a realidade e está para somar, seja no começo ou do banco. Está ganhando confiança.

Quando Daniel voltar, qual goleiro será titular?

Como treinador, quero ter problemas sempre desses, com duas opções muito boas. Vamos vendo o que acontece, mas estou bem tranquilo com os goleiros, eles têm muita qualidade. É uma decisão que tomarei mais para frente, nenhum problema.

Internacional