PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cruzeiro vence Brusque, abre oito pontos para o Z4 e afasta chance de queda

Vitor Leque marcou abriu o placar pelo Cruzeiro contra o Brusque pela 35ª rodada da Série B - Fernando Moreno/AGIF
Vitor Leque marcou abriu o placar pelo Cruzeiro contra o Brusque pela 35ª rodada da Série B Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/11/2021 23h24

Se ainda havia uma chance pequena de o Cruzeiro cair para a Série C, a vitória por 2 a 0 diante do Brusque, na noite de hoje (9), pela 35ª rodada da Segundona, praticamente anulou essa possibilidade. Os gols marcados no Mineirão foram de Vitor Leque e Giovanni.

Com o resultado, a Raposa foi a 46 pontos, subiu à décima posição e abriu oito pontos para a zona de rebaixamento, restando mais três ou quatro partidas para seus concorrentes. Já os catarinenses têm os mesmos 38 pontos do Londrina, o 17º colocado, e estão no 16º lugar devido ao número de vitórias, escapando por pouco da zona de rebaixamento. O time do Paraná, porém, ainda joga na rodada.

No próximo fim de semana, a Raposa visita o Vitória no Barradão, às 19h de domingo (14). Por sua vez, o Quadricolor recebe o CRB, na segunda-feira (15), às 16h, no Augusto Bauer.

Quem foi bem: Giovanni

O meia foi o grande destaque da partida no Mineirão. Além da atuação ativa no Mineirão, distribuindo bem a bola no meio-campo da Raposa, foi dele o cruzamento de escanteio para o primeiro gol, marcado por Vitor Leque após rebote de Ruan Carneiro. Já na segunda etapa, o camisa 28 fechou sua partida com chave de ouro: aos quatro minutos, quando o Brusque continuava com sua reação, o meia acertou um belíssimo chute da intermediária e marcou um golaço.

Quem foi mal: Garcez

Se de um lado o Cruzeiro aproveitou as melhores oportunidades que teve para marcar, do outro o Brusque sofreu com a ótima atuação de Fábio e as chances perdidas por Garcez. Na etapa inicial, o atacante do Quadricolor recebeu dois cruzamentos na cara do gol, sem marcação, mas cabeceou para fora em ambas as oportunidades.

Fábio salva o Cruzeiro em momento difícil do jogo

Além de Giovanni, outro atleta com ótimo desempenho em Belo Horizonte foi Fábio. Após o primeiro gol cruzeirense, o Brusque reagiu e foi para cima em busca do empate, que só não ocorreu por conta do ídolo da Raposa. Ainda na primeira etapa, o goleiro fez três boas intervenções, em chutes de Jhon Cley, Edu e Éverton Alemão, e segurou os avanços dos catarinenses. Com o placar marcando 2 a 0 logo no começo da etapa final, a vida do arqueiro ficou mais fácil e os donos da casa administraram o resultado. Aos 23, Fábio voltou a trabalhar e espalmou um difícil cabeceio de Ianson.

Cruzeiro começa bem, leva pressão e amplia com golaço

De volta ao Mineirão, com cerca de 35 mil torcedores - maior público desde o começo da pandemia da covid-19 -, o Cruzeiro começou a partida com superioridade, criou mais chances e foi premiado com o gol de Vitor Leque. Nos últimos 15 minutos do primeiro tempo, a equipe teve de segurar a pressão do Brusque, que levou perigo em cinco oportunidades seguidas até o início do segundo tempo, quando o golaço de Giovanni devolveu a tranquilidade aos comandados de Vanderlei Luxemburgo.

Falhas na marcação prejudicam Brusque, que joga bem no Mineirão

Pior defesa da Série B com 54 gols sofridos, o Brusque fez uma boa partida fora de casa, mas foi punido pela falta de pontaria e, principalmente, pelas falhas de marcação. No primeiro gol, Vitor Leque apareceu sozinho para finalizar e, sem ninguém para impedi-lo, aproveitou o rebote e abriu o placar. No segundo tento, em grande chute de Giovanni, o meia cruzeirense teve espaço de sobra na intermediária para ajeitar e soltar a bomba.

Vitor Leque se redime diante da torcida

Vitor Leque comemora gol pelo Cruzeiro diante do Brusque pela 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro - Alessandra Torres/AGIF - Alessandra Torres/AGIF
Vitor Leque comemora gol pelo Cruzeiro diante do Brusque pela 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Imagem: Alessandra Torres/AGIF

Dias após se envolver em uma polêmica com a torcida cruzeirense, quando curtiu uma publicação que zombava da situação da Raposa na Série B e exaltava o momento do rival Atlético-MG, Vitor Leque se redimiu. Foi dele o sofrido gol, em dois tempos, que abriu o placar ante o Brusque. No intervalo, logo após ir às redes - as do Mineirão -, o jovem celebrou o tento: "Esse negócio de curtida eu quero deixar pra lá. Tô muito feliz pelo meu primeiro gol no Mineirão com essa torcida maravilhosa."

Reta final na Série B

Nas últimas três rodadas, o Cruzeiro enfrentará Vitória (fora), Sampaio Corrêa (fora) e Náutico (casa). Já o Brusque, que busca escapar da zona de rebaixamento, terá pela frente o CRB (casa), Operário (casa) e Goiás (fora).

FICHA TÉCNICA

Cruzeiro 2 x 0 Brusque

Data: 09/11/2021

Hora: 21h30 (de Brasília)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)

Cartões amarelos: Adriano (Cruzeiro) e Rafael Sóbis (Cruzeiro); Rodolfo (Brusque) e Toty (Brusque).

Cartões vermelhos:

Gols: Vitor Leque (Cruzeiro), aos 26' do 1º tempo. Giovanni (Cruzeiro), aos 4' do 2º tempo.

Cruzeiro: Fábio; Rômulo, Rhodolfo, Eduardo Brock e Felipe Augusto; Lucas Ventura, Adriano (Norberto) e Giovanni (Claudinho); Vitor Leque (Vitor Roque), Wellington Nem (Ariel Cabral) e Thiago (Rafael Sóbis). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Brusque: Ruan Carneiro; Toty, Ianson, Éverton Alemão e Airton; Rodolfo Potiguar (Hugo Borges), Zé Mateus, Fillipe Soutto (Bruno Alves) e Jhon Cley (Thiago Alagoano); Garcez (Foguinho) e Edu (Tony). Técnico: Waguinho Dias.

Futebol