PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Cristiano Ronaldo não se sentia amado na Juventus', diz Patrice Evra

Cristiano Ronaldo durante aquecimento antes de jogo da Juventus no Campeonato Italiano, em agosto de 2021 - Alessandro Sabattini/Getty Images
Cristiano Ronaldo durante aquecimento antes de jogo da Juventus no Campeonato Italiano, em agosto de 2021 Imagem: Alessandro Sabattini/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

29/10/2021 16h20

A passagem de Cristiano Ronaldo pela Juventus durou três anos. Após conquistar dois Campeonatos Italianos, uma Copa Itália e duas Supertaças da Itália, o astro português preferiu voltar para o Manchester United. Segundo Patrice Evra, a decisão do camisa 7 se deu por "não se sentir amado, nem respeitado, em Turim".

"Em Turim ele não se sentia amado, nem respeitado. Chegou um momento em que ele estava se tornando o bode expiatório para os resultados ruins e temia ter sido considerado o primeiro culpado", disse o ex-Manchester United ao 'La Reppublica', que completou:

"Cristiano não pensou duas vezes. Manchester é o seu maior amor, onde ninguém se atreveria a criticá-lo ou desrespeitá-lo."

Ainda no assunto, o ex-jogador francês criticou as recentes declarações de Andrea Agnelli, atual presidente da equipe italiana. Em recente entrevista, o mandatário disse que nenhum jogador está acima do clube. Para Evra, existem coisas que não devem ser faladas em público.

"Ter o melhor jogador do mundo na Juventus foi uma honra e um prazer. Só podemos aplaudir e agradecer ao Cristiano. Vestir a camiseta da Juventus requer responsabilidade e a Juventus é maior do que qualquer jogador. Todos são úteis, nenhum é indispensável", disse Agnelli na ocasião.

Esporte