PUBLICIDADE
Topo

Paris Saint-Germain

Jornal analisa estatísticas de Neymar e questiona: 'Ele perdeu sua magia?'

Neymar está em sua quinta temporada no PSG; brasileiro chegou ao clube em 2017 - Getty/PSG
Neymar está em sua quinta temporada no PSG; brasileiro chegou ao clube em 2017 Imagem: Getty/PSG

Do UOL, em São Paulo

28/10/2021 09h08

O jornal L'Équipe, da França, questionou, hoje, se Neymar "perdeu sua magia". A publicação trouxe estatísticas da primeira temporada do brasileiro no PSG, em 2017-18, e comparou com os números de 2021-22 para responder se o camisa 10 está em declínio.

"E se a melhor versão do Neymar já passou? É uma impressão visual simples ou podemos fazer uma observação mais estrutural sobre o potencial declínio de um jogador que ainda não tem 30 anos? Então, Ney realmente perdeu sua magia?", declarou.

Pontos negativos

Segundo o jornal, a versão de Neymar de 2021 perdeu explosão em relação às jogadas de velocidade apresentadas nos anos anteriores. O L'Équipe publicou que o número de duelos disputados por Neymar por partida diminuiu de 22,6 em 2017-18 para 16,1 na atual temporada.

O número de dribles por jogo também caiu: de 11,8 para 6,8 em em 2021-22, assim como as faltas sofridas por jogo (de 4,9 para 3,3) no mesmo período. Neymar tinha 59,4% de dribles bem sucedidos em 2017-18, contra 50% agora.

De acordo com a publicação, o brasileiro marcou em 27,3% dos chutes que deu nesta temporada, um percentual que despencou comparado ao aproveitamento dos dois primeiros anos em Paris: 60,6% e 67,5%. Em quatro anos, o número de finalizações por jogo caiu de 4,5 para 1,8.

"Enquanto seu número de partidas, apesar das lesões, é quase igual, seu número de gols tem caído constantemente nos últimos anos, de 28 para 23 nas duas primeiras temporadas, para 19 e 17 nas duas últimas", publicou o L'Équipe.

Pontos positivos

O jornal, porém, destaca a qualidade nos passes de Neymar, principalmente perto do gol adversário. "Ney mantém um alto nível de sucesso no último terço do campo. Sem que isso se traduza em menos risco, sua taxa de passes bem-sucedidos no último terço nunca foi tão alta (76,9% nesta temporada contra 70,6% em 2017- 2018)."

Outro ponto a favor do brasileiro, segundo a publicação, é a parte defensiva. O L'Équipe afirma que o camisa 10 está mais solidário na defesa e é quem mais corre do trio formado com Messi e Mbappé. Neymar correu 21,1km em 180 minutos na Liga dos Campeões, só 1,7km a menos que o francês, que jogou 52 minutos a mais que o brasileiro.

Paris Saint-Germain