PUBLICIDADE
Topo

Santos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Brino: 'Velázquez foi uma surpresa muito boa para o Santos, um achado'

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/10/2021 04h00

O Santos, na Vila Belmiro, venceu o Fluminense, na noite de ontem (27), em partida atrasada da 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O triunfo por 2 a 0, que foi construído com gols de Madson e Diego Tardelli, fez o Peixe chegar a 32 pontos e tirou a equipe da zona de rebaixamento.

Na Live do Santos, transmitida pelo UOL Esporte após as partidas do Peixe, Gabriela Brino e Maurício Barros analisaram a vitória da equipe comandada por Fábio Carille, que optou por um esquema com três zagueiros.

"No fim das contas, o Santos tem um setor que muitos foram lesionados, como Kaiky, Luiz Felipe, Robson Reis... Mas o Robson, nos momentos que entrou, foi seguro, assim como o jogo de hoje. Foi um baita jogo bom para ele, para um retorno depois de ter se lesionado. Me surpreendeu, aliás, porque, normalmente, tem que pegar tempo de jogo, e ele não sentiu. Jogou como se estivesse na sequência dele. O Robson teve realmente um jogo bem acima da média", começou Gabriela.

"Para mim, o Velázquez foi uma surpresa muito boa para o Santos, foi um achado. Saiu muito barato para o Santos. O que ele está jogando me surpreende muito porque é um cara muito técnico. Hoje, por exemplo, ganhou todas pelo alto e por baixo. Jogou como se estivesse em um treino do Carille. Realmente me surpreende pela segurança, pela base que ele dá ali no meio. João Paulo pouco se preocupa com ele ali no meio. A zaga no momento está muito tranquila, sofreu pouquíssimo", complementou.

Em outro momento da live, Maurício destacou também a boa atuação de Vinícius Zanocelo, que foi responsável pela assistência no primeiro gol do Santos e comandou as ações no meio de campo.

"Vínhamos elogiando o Camacho pela capacidade dele de organizar o meio de campo, pela liderança que ele tem, pela experiência, mas o time, hoje, sem o Camacho, para mim, andou mais do ponto de vista criativo. O Zanocelo cresceu, ele que vinha bem, cresceu ainda mais com responsabilidades além da marcação, também na armação e também facilitado em relação ao jogo passado pela segurança que deram os três zagueiros", disse Maurício.

Gabriela reiterou a vitalidade do jovem meio-campista e avaliou o futuro do Peixe com o atleta.

"O Camacho é um cara da segurança, que impõe muito o jogo dele no meio de campo. Senti falta dele? Senti, mas é o que vou dizer, o Zanocelo supriu essa ausência com uma facilidade que me surpreendeu. Acho que até faz parte da estratégia do Carille, porque a marcação do Fluminense deixou a desejar um pouco, então, ele conseguiu jogar um pouco mais leve, aparecer em outras partes do campo, tanto que apareceu na parte ofensiva. Então acho que pode ter sido até pensado de forma estratégica o Zanocelo como primeiro volante, e ele é um cara que joga mais para frente", disse Gabriela.

"Deu certo e isso é muito bom, são opções para o Carille, que cada vez tem menos opções, seja por lesão ou suspensão. Imagino até que ele mantenha o Zanocelo nesse meio-campo como primeiro volante. Acho que ele é um destaque indescritível. É um ponto muito positivo para o Carille, para ele conseguir enxergar opções, estratégias, como foi hoje. Para o futuro, é uma coisa que só vai render frutos muito bons para ele, já que o Zanocelo não tinha uma participação tão grande com o Diniz e agora tem. Isso é ótimo para o Carille e para o Santos", completou.

A próxima edição da Live do Santos será no sábado (30), logo após a partida contra o Athletico-PR, pelo Brasileiro. Você pode acompanhar a live pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do Santos no UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no Youtube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Santos