PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Após garantir vaga em final, Cuca quer Atlético-MG focado no Brasileirão

Cuca busca o primeiro caneco de Copa do Brasil como treinador; além disso, pode dar ao Galo o Brasileirão e findar jejum de 49 anos - Pedro Souza/Atlético
Cuca busca o primeiro caneco de Copa do Brasil como treinador; além disso, pode dar ao Galo o Brasileirão e findar jejum de 49 anos Imagem: Pedro Souza/Atlético

Do UOL, em Belo Horizonte

28/10/2021 00h33

Classificação e Jogos

Vivendo a segunda passagem pelo Atlético-MG e podendo se tornar de vez o maior treinador da história do clube mineiro, o técnico Cuca viu a estratégia de poupar jogadores contra o Fortaleza, no segundo jogo das semifinais da Copa do Brasil, funcionar perfeitamente e dar nova vitória ao Galo. Se em Belo Horizonte o time goleou por 4 a 0, no Castelão, no confronto disputado nesta quarta-feira (30), o triunfo foi por 2 a 1 e valeu vaga na decisão.

Feliz com o comprometimento de seus comandados e com a possibilidade de levantar o primeiro caneco nacional pelo Galo, e também a sua primeira Copa do Brasil como treinador, o curitibano abriu a entrevista coletiva destacando a qualidade do Leão do Pici que, apesar de "presa fácil", faz temporada incrível: além de semifinalista do torneio, ocupa a vice-liderança do Brasileirão.

"Fizemos um grande jogo, numa dificuldade enorme que é jogar aqui contra o grande time do Fortaleza, muito bem treinado. Não criamos tantas oportunidades, mas soubemos jogar a partida. Dentro da nossa proposta, soubemos fazer os gols e sair com a vitória", destacou o técnico atleticano.

Como as finais da Copa do Brasil estão marcadas apenas para 12 e 15 de dezembro, Cuca quer o Galo totalmente focado no Brasileirão e só pensará no Athletico-PR num segundo momento. No sábado (30), o time encara o Flamengo, no Maracanã, e buscará um triunfo para disparar de vez no topo da tabela da Série A, ficando mais perto do caneco que não vem desde 1971.

"Você não tem garantia de ir às finais. Toda campanha que fizemos na Libertadores, perdemos para o Palmeiras. Hoje o Flamengo perdeu para o Athletico-PR. É do jogo. Os caras têm qualidade. Não é fácil. Chegamos nesta final, mas como vão acontecer só nos dias 12 e 15 de dezembro, vamos conseguir manter o foco no Campeonato Brasileiro", disse.

"São duas grandes equipes. O Athletico-PR hoje é uma referência e há muito tempo vem chegando em diversas competições. É um time muito forte, tem a Arena da Baixada que é uma força incrível. Tem muito chão e muita água para rolar. Temos que comemorar comedidamente esta classificação para a final de um torneio que tem 92 equipes", acrescentou.

Sobre o confronto contra o time do pressionado Renato Gaúcho, o técnico do Atlético-MG prevê que, mesmo com a eliminação em pleno Maraca, os cariocas não entrarão em campo fragilizados. Além disso, comentou também o fato de ter poupado as principais peças no Castelão, visando o jogo da 29ª rodada do Brasileiro e a sequência da temporada.

"Sábado é outro jogo decisivo. Será um jogo difícil contra o Flamengo no Maracanã e vamos nos preparar bem para ele. O que nós fizemos foi tentar alicerçar o elenco, não pensando só no jogo de sábado, mas sim na sequência do campeonato. Olha quantas lesões estão ocorrendo. Entramos com o ano de 2020 em 2021", explicou Cuca.

"Deu para eu dar uma equilibrada fisicamente no elenco e isso não é sinônimo de ganhar jogos no futuro, mas era a chance única que tivemos para fazer isso. Sábado é outro jogo e não tem vantagem nenhuma. Temos nossa maneira de jogar, nossa confiança e nossa humildade de reconhecer a grandeza do adversário, mas estamos prontos para fazer um grande jogo", finalizou.

Atlético-MG