PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2021

Bahia vence Chapecoense, sai do grupo da degola e manda o Santos para o Z-4

Gilberto comemora gol do Bahia na vitória sobre a Chapecoense pelo Brasileiro - Jhony Pinho/AGIF
Gilberto comemora gol do Bahia na vitória sobre a Chapecoense pelo Brasileiro Imagem: Jhony Pinho/AGIF

Do UOL, em São Paulo

24/10/2021 22h23Atualizada em 24/10/2021 22h29

Classificação e Jogos

O Bahia cumpriu com a obrigação diante de sua torcida na Fonte Nova. Com uma vitória por 3 a 0 sobre a lanterna Chapecoense, hoje (24), o Tricolor deixou a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e mandou o Santos para o grupo dos últimos quatro colocados. A partida foi definida nos primeiros 20 minutos com gols de Gilberto e Raí. Na etapa final, Luiz Otávio completou o placar

O triunfo do Bahia foi construído com boas jogadas pelas laterais diante de um adversário que não ofereceu resistência. Com o resultado, o Tricolor chegou os 31 pontos, em 15º lugar, e abriu dois de vantagem sobre a zona da degola. A equipe completou quatro rodadas sem derrota e somou oito pontos em 12 disputados desde que o técnico Guto Ferreira foi contratado.

A Chapecoense, no entanto, fica cada vez mais próxima do rebaixamento. Com 13 pontos, o time catarinense tem apenas uma vitória no Brasileirão, conquistada há oito rodadas. Em seu próximo compromisso, a equipe dirigida por Pintado vai enfrentar o Corinthians na Neo Química Arena, no dia 1º de novembro.

O Bahia, por sua vez, entrará em campo daqui a três dias, novamente na Fonte Nova. O Tricolor vai encarar o Ceará em jogo que foi adiado da 23ª rodada. Já no fim de semana, o adversário será o Juventude, no sábado (30), em Caxias do Sul (RS). São dois duelos contra equipes que também querem se livrar da zona de rebaixamento.

75 segundos para o gol

O Bahia mostrou logo que tinha pressa para decidir a partida e foi para cima da Chapecoense. Com menos de um minuto, já havia arriscado um chute a gol. E com 75 segundos abriu o placar com gol de seu principal artilheiro. A jogada bem tramada saiu do lado esquerdo e foi até os pés de Nino Paraíba na direita. O cruzamento encontrou Gilberto, que dividiu com a zaga e ficou com a sobra para estufar as redes. Esse foi o 11º gol dele no Brasileirão, dividindo a liderança da artilharia com Hulk, do Atlético-MG, e Yuri Alberto, do Internacional.

Bahia estava em um rotação acima

Os dois times não estavam no mesmo ritmo na Fonte Nova. Enquanto o Bahia dominou as ações completamente, com uma transição rápida entre o meio-campo e o ataque, a Chapecoense não oferecia resistência e tampouco levava perigo na frente. Aos 9 minutos, o Bahia já poderia estar vencendo por 2 a 0 se não fosse um erro de conclusão de Rodallega. Lançado pelo meio, ele saiu de frente para o goleiro Keiller, mas perdeu o tempo do chute e mandou por cima do gol.

A folga sonhada no placar

Com menos de 20 minutos de jogo, o Bahia conseguiu respirar no placar. O Tricolor não era ameaçado e aproveitou mais uma boa jogada pelas laterais, dessa vez pela esquerda, para abrir vantagem. O cruzamento de Matheus Bahia foi feito nas costas da defesa da Chapecoense. Bem posicionado, Raí apareceu de surpresa e bateu de primeira para marcar o segundo gol.

Ataque contra defesa

Com o placar a favor e sem sustos, o Bahia estava à vontade na Fonte Nova. O time de Guto Ferreira poderia aproveitar sua superior qualidade técnica para controlar o placar. Mas preferiu ir atrás de mais gols, e o que se viu foi um duelo entre ataque e defesa. Nessa disputa, o Tricolor quase chegou ao terceiro gol. Em contragolpe, a bola parou com Rodallega na meia-lua. Ele arriscou um chute que bateu na defesa e foi a escanteio.

Segundo tempo segue o roteiro

O Bahia não abriu mão do ataque no segundo tempo. Apesar de neutralizar uma jogada de perigo da Chapecoense, o Tricolor foi em busca de mais gols, e ele saiu em uma jogada de escanteio. A cobrança de Raí foi perfeita e encontrou o zagueiro Luiz Otávio, que cabeceou para o gol, marcando contra seu ex-time aos 6 minutos. O gol já praticamente decretava o resultado do encontro.

Agora, sim, é hora de administrar

Com o triunfo praticamente decretado, o Bahia não precisou se esforçar muito para assegurar o resultado que o tiraria da zona de rebaixamento. Até o fim da partida, o que se viu foi um confronto morno e de poucas emoções. Do lado tricolor, Gilberto quase marcou seu segundo gol em um chute bem defendido por Keiller. Do outro lado, a Chape arriscou uma finalização da intermediária, com Anderson Leite, mas sem direção.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 3 x 0 CHAPECOENSE

Motivo: 28ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 24 de outubro de 2021 (domingo)
Horário: 20h30 (de Brasília)
Local: Fonte Nova, em Salvador (BA)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Cartões amarelos: Raí (Bahia); Kaio Nunes (Chapecoense)
Gols: Gilberto, a 1min, Raí, aos 20min do primeiro tempo, e Luiz Otávio, aos 6min do segundo tempo (Bahia)

Bahia: Danilo Fernandes; Nino Paraíba (Rodriguinho), Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Daniel (Raniele), Raí Nascimento (Douglas) e Juninho Capixaba (Ronaldo César); Rodallega e Gilberto (Juan Ramírez). Técnico: Guto Ferreira

Chapecoense: Keiller; Matheus Ribeiro, Laércio (Kaio Nunes), Joílson, Jordan e Busanello; Moisés Ribeiro (Ezequiel), Anderson Leite e Denner; Mike (Ronei) e Rodrigo Silva (Henrique Almeida). Técnico: Pintado