PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Missa em homenagem a São João Paulo II é celebrada na sede do Fluminense

Padre Omar realizou missa na sede do Fluminense em celebração ao dia de São João Paulo II - Carol Fraga - FFC
Padre Omar realizou missa na sede do Fluminense em celebração ao dia de São João Paulo II Imagem: Carol Fraga - FFC

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

22/10/2021 13h46

No Dia de São João Paulo II, celebrado hoje (22), Padre Omar Raposo, pároco do santuário do Cristo Redentor e da igreja São José da Lagoa, celebrou uma missa no Salão Nobre do Fluminense. No evento, Padre Omar indicou que pedirá para que, à noite, o Cristo Redentor seja iluminado com as cores do Tricolor.

Desde 2010, o Papa João Paulo II, também conhecido como João de Deus, é padroeiro do clube das Laranjeiras, em uma relação que vem desde 1980, quando ele conheceu o Brasil pela primeira vez.

"Fico muito feliz sempre que venho ao Fluminense, meu clube do coração, ainda mais neste dia tão especial, que é o Dia de São João Paulo II. Que ele possa nos abençoar, abençoar a cidade e ao povo que tanto precisa, depois de meses tão difíceis, de dificuldades e isolamento. Que o torcedor possa voltar aos estádios, que o clube continue incentivando tantos jovens que conseguem, muitas vezes através do esporte, uma transformação real em suas vidas. Vamos orar por todos. Com fé e força, seguiremos nossas vidas com saúde e tranquilidade", disse Padre Omar, ao site oficial do clube.

Mario Bittencourt, presidente do Fluminense, presenteou Padre Omar com camisa do clube - Carol Fraga - FFC - Carol Fraga - FFC
Imagem: Carol Fraga - FFC

Em junho daquele ano, durante a passagem pelo país, o pontífice, que havia tomado posse em 1978, recebeu de presente uma camisa do Fluminense. Em outubro, o hino "A bênção, João de Deus" ganhou as arquibancadas do Maracanã na decisão do primeiro turno do Carioca, contra o Vasco, vencida pelo Flu — posteriormente, o Tricolor se sagraria campeão do Estadual. A música, então, virou uma tradição.

"Já vibrei e cantei muito na arquibancada, cantava com meu pai e passei para as minhas filhas. Hoje me emocionei novamente com a presença do Padre Omar, e ao final da missa ouvir essa música tão importante para nós sendo entoada dentro do Salão Nobre, nesse dia lindo, com o Cristo Redentor olhando e abraçando nosso estádio. Espero poder fazer mais momentos assim aqui no clube e que nossa torcida possa cantar mais e mais esse hino", lembrou Mário Bittencourt, presidente do Flu.

Missa de Inauguração do Cristo Redentor, que aconteceu no Estádio das Laranjeiras, sede do Fluminense, em 1931 - Reprodução site oficial Fluminense - Reprodução site oficial Fluminense
Imagem: Reprodução site oficial Fluminense

Padre Omar também aproveitou a ocasião para recordar a Missa de Inauguração do Cristo Redentor — que completou 90 anos no último dia 12 —, que aconteceu no Estádio das Laranjeiras, em 1931. A cerimônia foi no local devido à limitação de espaço no alto do Corcovado, e por conta da vista privilegiada para o monumento.

Padre Omar benzeu o gramado das Laranjeiras e ganhou uma camisa do clube

"Que o Cristo de braços abertos possa abençoar a todos. Que o sol volte a brilhar como hoje, que os brasileiros tenham dias melhores e o Fluminense nos traga muitas vitórias", finalizou o pároco.

Fluminense