PUBLICIDADE
Topo

Juventus

Jornal italiano diz que passagem de Cristiano Ronaldo 'quebrou a Juventus'

Cristiano Ronaldo teria rachado o vestiário da Juventus - Valerio Pennicino/Getty Images
Cristiano Ronaldo teria rachado o vestiário da Juventus Imagem: Valerio Pennicino/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

22/10/2021 11h11

Após declarações dos ex-companheiros de Cristiano Ronaldo na Juventus, o jornal 'Tuttosport' publico reportagem em que afirma que a passagem do português "quebrou" o time italiano. Para o jornal, o atacante impôs que o time jogasse para ele, o que "quebrou a sagrada regra de jogo coletivo" da Juve.

A publicação reconhece os feitos de Cristiano Ronaldo com a camisa da equipe italiana. Em três temporadas, o atacante marcou 101 gols em 134 jogos, além de ter conquistado duas vezes o Campeonato Italiano. Porém, aponta que o excesso de individualidade do craque português foi prejudicial ao time.

Os dois jogadores mais experientes da Juventus afirmaram que, em certa medida, a saída de Cristiano Ronaldo foi benéfica. Para Bonucci, o time havia perdido a coletividade: "Jogávamos para a grande estrela Cristiano Ronaldo pensando que ele poderia resolver sozinho. Esse ano, conseguimos voltar a ter humildade como grupo".

Chiellini declarou que Ronaldo deveria ter saído mais cedo da equipe: "Tivemos um choque e perdemos alguns pontos nas primeiras rodadas. Se ele tivesse saído no dia 1º de agosto, teríamos tido tempo de nos preparar melhor e estaríamos prontos para começar o campeonato da melhor forma".

O jornal ressalta que outros grandes nomes do futebol, como Tevez, Mandzukic, Higuaín, Pirlo e Pogba, souberam adaptar-se ao estilo de jogo da Juventus, algo que faltou para CR7. "Os valores da Juventus foram postos em xeque, talvez o próprio Cristiano soubesse disso, e hoje ninguém se arrepende de sua saída".

Juventus