PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

"Gol do Gabigol" e "Vapo": torcedor do Fla cria delivery temático de lanche

Casal Allex e Roberta criou delivery de lanches temáticos do Flamengo - Acervo pessoal
Casal Allex e Roberta criou delivery de lanches temáticos do Flamengo Imagem: Acervo pessoal

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

22/10/2021 04h00

"O Maraca é nosso", "Dá-lhe, dá-lhe, dá-lhe, Mengo", e "Que torcida é essa" são algumas das músicas que embalam a torcida do Flamengo na arquibancada do Maracanã, e que agora viraram lanches pelas mãos do casal Allex Martins e Roberta Martins. Torcedores do clube, os dois transformaram crise em oportunidade para matar a fome de títulos (e de hambúrguer) dos rubro-negros.

Com o agravamento da pandemia, Roberta perdeu seu emprego e a dupla resolveu empreender. Compraram moto, geladeira, mesas, chapa, fritadeira e, pronto, estava criado o "Uruburguer", delivery de lanche voltado para a nação rubro-negra. Enquanto Roberta se encarrega de preparar os 14 diferentes tipos de sanduíche, Allex percorre São Gonçalo, cidade situada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, saciando os famintos rubro-negros.

"A gente pensou em como se diferenciar no meio de milhares de lojas. A gente perde os vascaínos, tricolores e botafoguenses, mas pegamos o embalo do Flamengo, a gente navega nessa onda. A gente sobrevive disso e temos planos de expandir para Niterói e outros locais no entorno", disse Allex ao UOL Esporte.

Ele conta que o campeão de vendas é o "3 a 0 no Liverpool" (pão, três carnes, três queijos, bacon, batata palha e salada), mas ressalta que o rendimento do time em campo tem interferência direta em seu negócio. Com média de 70 vendas por semana, Allex conta que a barriga dos clientes parece roncar mais após as grandes vitórias da equipe de Renato Gaúcho:

"É notório. Em dia de resultados ruins, parece que dá uma murchada no negócio. Antes e na hora do jogo, começam os pedidos. Se o time ganha, os pedidos voltam depois que a partida acaba".

Um dos sanduíches da "Uruburguer" - Divulgação - Divulgação
"Sentindo o cheirinho" é um dos sanduíches da "Uruburguer"
Imagem: Divulgação

Dedicado a incrementar o negócio, os dois planejam personalizar embalagens e fazer sorteio de camisas, mas a situação ainda não permite esse salto. Enquanto faz as contas, o casal sonha com a volta ao Maracanã. Dedicados a fazer o empreendimento crescer, eles ressaltam que a crise ainda afeta o faturamento, mas que o pior parece ter passado.

Com o Flamengo vivo pelos três títulos ainda em disputa no ano, Martins já começa a planejar as suas próximas criações. De olho no título da Libertadores, a hamburgueria já oferece uma versão do "Palmeiras não tem Mundial" (pão, duas carnes, dois queijos, lombo canadense, bacon barbecue), mas as futuras homenagens miram em nomes como Zico, Adriano e Petkovic.

"Difícil é criar o lanche, não o nome", brincou Allex, um rubro-negro de barriga cheia.

Flamengo