PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

RMP: "Pouca coisa se salvou na noite do Fla. Renato Gaúcho foi desastroso"

Do UOL, em São Paulo

21/10/2021 00h53

Classificação e Jogos

No último lance da partida, o Flamengo arrancou um empate por 2 a 2 com o Athletico, nesta quarta-feira (20), no duelo de ida das semifinais da Copa do Brasil. Pedro, de pênalti, definiu o resultado na Arena da Baixada. Na próxima quarta (27), as equipes voltam a se enfrentar, desta vez no Maracanã, em busca da vaga na decisão do torneio.

Na Live do Flamengo, programa do UOL Esporte logo após os jogos do Mengão, os jornalistas André Rocha e Renato Maurício Prado analisaram o desempenho do Fla no jogo em Curitiba. Ambos criticaram a postura desinteressada da equipe e as substituições feitas pelo técnico Renato Gaúcho.

"A atuação foi abaixo da crítica. Tenho defendido o Renato Gaúcho pelos resultados e pelo retrospecto, mas hoje ele foi desastroso. O Flamengo não parecia estar jogando uma semifinal de Copa do Brasil. Se entrar contra o Atlético-MG com essa postura, a coisa vai ser muito complicada. O Flamengo precisa rever muita coisa para esse jogo de volta. Achou o empate quando a derrota parecia consumada. A partida de volta será complicada. Pouca coisa se salva na noite do Flamengo", comentou Renato.

Rocha também estranhou a postura apagada do time da Gávea na Arena da Baixada. "Difícil de entender a atuação do Flamengo em um jogo desse tamanho. O time teve uma postura blasé na maior parte do jogo, como se estivesse disputando uma partida comum. Entrou sem uma atitude de enfrentar um adversário complicado, que está priorizando o mata-mata, jogando em casa com torcida. O Flamengo fazia um jogo comum, sem concentração. Conseguiu achar o gol no primeiro tempo", disse o colunista do UOL.

Renato chamou a atenção para as substituições feitas pelo técnico do Flamengo. Na opinião do colunista do UOL, seu xará cometeu muitos erros. "O Andreas já estava mal no primeiro tempo e levou um cartão amarelo. Ele não é um grande marcador e geralmente acaba apelando para a falta. Deveria ter sido substituído no intervalo. Era uma substituição óbvia. Era para botar o Diego para tentar arrumar o meio-campo, que estava muito mal. Não conseguia armar nem defender bem. Os dois gols do Athletico foram em cima do Leo Pereira, na bola aérea. É duro de aturar. O Everton Ribeiro estava mal hoje e não foi substituído", lamentou.

Rocha criticou as mudanças feitas por Renato Gaúcho, que não tirou de campo quem realmente estava com rendimento abaixo do esperado. "Aconteceram as substituições inexplicáveis do Renato Gaúcho, mantendo até quase no final do jogo o Andreas Pereira naquela função de meia que já deu para entender que não rende ali. Teve a saída do Michael, o único a tentar alguma coisa e, principalmente, único jogador de velocidade e de preocupar a defesa do Athetico na bola em profundidade. O Vitinho estava totalmente fora de sintonia. Virou o fio e se perdeu na temporada. Não adiantam os gols e assistências na temporada. Ele não acrescentou praticamente nada", apontou.

O que deixou Renato realmente inconformado foi a saída de Michael, a quem considerava o melhor do Flamengo na partida. "Vi algo que eu nunca tinha visto em meus mais de 40 anos de jornalismo: um técnico substituir seu melhor jogador em campo. E sem ser por motivo de contusão. Simplesmente, o Renato sacou o Michael em um dia que o Flamengo não jogava bem, com várias atuações complicadas. O Michael era o que havia de melhor no time do Fla", enfatizou.

O gol de Pedro nos acréscimos, na visão de Rocha, deve ser muito comemorado pelos flamenguistas. "O Flamengo achou esse empate. Não jogou para empatar, nem na parte técnica, na tática e, principalmente, no comportamento em relação ao tamanho do jogo. Merecia ter perdido", concluiu.

Não perca! A próxima edição da Live do Flamengo será no sábado (23), logo após o clássico contra o Fluminense pelo Brasileirão Você pode acompanhar o programa pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do Flamengo no UOL Esporte e no canal do UOL Esporte no Youtube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol